A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
27 de Março de 2017
Anuncie Aqui
8210

Motociclista e garupa lideram ranking de vítimas de acidentes

Detran elencou os 10 principais erros que condutores cometem

10 JAN 2017 - 10h23min
Correio do Estado
 
Motociclistas continuam dominando o número de acidentes em Campo Grande. Estatística do Batalhão da Polícia Militar de Trânsito (BPTran), divulgada hoje, indicou que 53% das batidas envolveram vítimas que estavam em moto. Em números absolutos, isso representa 4.579, de um total de 8.517.
 
Quem mais fica ferido ou perde a vida na Capital são os pilotos de motocicleta. Quem está na garupa também sofre. No ranking de vítimas de acidentes de trânsito, o motociclista ocupa o primeiro lugar (4.135 pessoas) e o garupa, o terceiro (715). Ano passado foram 6.824 pessoas que ficaram feridas ou morreram no trânsito de Campo Grande.
 
"Por que são registrados tantos acidentes se na autoescola aprende-se que conduzir defensivamente um veículo, principalmente motocicleta, é o modo ideal para preservarmos a vida? Geralmente, conforme adquire-se prática passa-se a ter muita autoconfiança e cria-se alguns maus hábitos na direção que podem prejudicar os próprios condutores e até mesmo aumentar o risco de acidente", informou nota do governo do Estado.
 
Silvio Portes, examinador de trânsito do Departamento Estadual (Detran-MS), destacou que muitos que anda de moto na cidade cometem ao menos um desses erros:
 
- utilizar telefone celular encaixado no capacete;
 
- pilotar com apenas uma das mãos no guidão;
 
- fumar durante a direção;
 
- transitar com a viseira aberta e/ou com a jugular aberta/frouxa;
 
- não fazer o uso adequado da seta;
 
- andar entre os veículos;
 
- realização de manobras perigosas;
 
- não utilizar vestimentas adequadas; 
 
- não manter uma distância de segurança de outro veículo; e
 
- utilizar pneu em mau estado de conservação.
 
"Alguns motociclistas precisam estar cientes que o trânsito não depende só deles, eles precisam estar mais atentos a tudo que acontece para se protegerem, pois em relação aos outros veículos eles são os mais vulneráveis?, analisou o examinador, que apontou que há também muitos condutores que sequer tem habilitação.
 
MUITA GENTE
 
Dados da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), divulgados em novembro pelo Correio do Estado, mostrou que um motociclista morre por semana em Campo Grande.
 
A Agetran aponta a imprudência como principal causa deste tipo de incidente, opinião compartilhada por familiares e amigos das vítimas.
 
 
 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Laura de Freitas: A menina que amava Trem Bala

2
Policial

Quatro amigos caem em rio depois de lancha virar bote

3
Policial

Oficina é investigada por suspeita de desmanche de veículos furtados

4
Policial

Quatro pessoas morrem e uma fica ferida em acidente envolvendo animal

Vídeos

Disk-Peças é investigado por "transplante" de peças roubadas

Criança ainda está desaparecida nas águas do Aquidauana

Incêndio em residência em Anastácio

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,98m
Miranda
Paraguai
2,33m
Rio Cuiabá
3,67m
Rio Taquari
4,21m

Colunas e Blogs

Manoel Afonso

PMDB-PSDB, mais afinidades do que diferenças

Raquel Anderson

Embalando o presente

Rosildo Barcellos

Cromossomos Felizes

Ver Mais Colunas
472810217