A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
27 de maio de 2020
Anuncie Aqui
-->
Agronegócio

Frigoríficos terão oportunidade, diz ministra sobre mercado chinês ‘em ebulição’

Em agenda na China, Tereza Cristina juntou-se à comitiva do presidente Jair Bolsonaro (PSL) nesta quinta-feira (24).

24 OUT 2019 - 18h04min
Midiamax

Em Pequim na segunda viagem deste ano à China, a ministra Tereza Cristina (DEM) afirmou que o mercado chinês de carnes está ‘em ebulição’ e, por conta da grande necessidade, todos os frigoríficos brasileiros que cumprem os protocolos de exportação ao país asiáticos terão essa oportunidade.

Nesta quinta-feira (24), ela se junta à comitiva do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que também cumpre agenda na Ásia. “Hoje o mercado de carnes está em ebulição aqui, a necessidade é muito grande, então aqueles frigoríficos que estão preparados, que estão dentro dos protocolos de exportar pra China, todos terão oportunidade tamanha é a necessidade e a vontade de importar carne do Brasil”, afirmou a ministra em vídeo postado em suas redes sociais.

Na gravação, Tereza Cristina falou da importância da continuidade das conversas iniciadas em maio, quando esteve na China. “Tivemos alguns avanços”, afirmou, referindo-se à abertura de mercado. Além da habilitação de 25 novas plantas frigoríficas após a primeira agenda na China, é esperado anúncio da abertura do mercado de exportação do melão brasileiro para a China e da importação da pera chinesa.

“Temos aí mais habilitações que devem acontecer nesse intervalo de dias entre a visita do presidente Jair Bolsonaro à China e a visita do presidente Xi Jinping ao Brasil”, adiantou.

Ela também ressaltou que o país, maior parceiro comercial do Brasil, alimenta 1,4 bilhão de pessoas. “O que nos foi dito ontem [quarta-feira, 23] é que eles têm necessidade porque estão colocando no mercado de consumo mais 300 milhões de pessoas, então é um outro Brasil que precisa ser alimentado dentro da China”, comentou.

Segundo ela, produtores brasileiros devem entregar o que os chineses querem: ‘volume, alimentos de qualidade e preços que estejam ajustados com o mercado chinês’.

Agricultura

Segundo a ministra, na área de produtos vegetais estão em fase de encaminhamento negociação para exportar farelo de algodão e farelo de soja. No caso deste último, informou, ‘está um pouco mais complicado, mas em andamento’. Também foi discutida na agenda desta viagem a possibilidade do interesse chinês em açúcar, algodão e até etanol.

Em suas redes sociais, Tereza Cristina destacou que na China tem-se “muitas oportunidades para o nosso #agro”. 

 

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

“Eu não queria ser o primeiro infectado” diz morador de Anastácio diagnosticado com Covid-19

2
Coronavírus

Nota de Esclarecimento - Churrascaria O Laçador

3
Coronavírus

Nota de Esclarecimento - Alziro Lanches

4
Aquidauana

Santa Terezinha: moradores querem saber quem está espiando as casas com drone

Vídeos

Cães encontram droga escondida em estofado de veículo

Morador de Taunay encontra jaguatirica morta às margens da BR-262

Bombeiros de Aquidauana estão na operação para controle de grande incêndio no Pantanal

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min11 max26

Aquidauana

Sol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.
min11 max26

Anastácio

Sol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,44m
Miranda
4,80m
Paraguai
1,89m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

As...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"CITAÇÕES DE CLARICE LISPECTOR"

Robinson L Araujo

EM TEMPOS DE PANDEMIA, O LAR DEVERIA SER O MELHOR REFÚ...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Auto Elétrica/Oficinas

Centro Automotivo Globo

Rua Theodoro Rondon, 347 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4357
Pousadas

Fazenda Barranco Alto

Rio Negro, ------ ------- - 79200-000 Aquidauana/MS (67)9986-0373 www.fazendabarrancoalto.com.br
Médicos

Essi Manoel Legal - Clinico Geral

Rua 7 de Setembro, s/nº Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2558
Ver Mais