A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
18 de Outubro de 2017
Anuncie Aqui
8498
Anastácio

Criança Esperança e Unesco apoiam ONG pantaneira na transformação da realidade de crianças

Amina oferece aulas de sapateado, balé, violão e karatê com o respaldo de entidades de renome internacional; há vagas para interessados

20 SET 2017 - 15h18min
Da Redação

Reconhecida em todo território nacional pelo trabalho realizado com famílias em situação de vulnerabilidade, a Associação das Mulheres Independentes na Ativa do Município de Anastácio (Amina), também transforma a realidade de jovens e crianças oriundos de programas sociais da região pantaneira. Graças ao incentivo do Programa Criança Esperança juntamente com a Unesco, são oferecidas aulas gratuitas de sapateado, balé, violão e karatê.

Segundo Nilma Infran, presidente da Amina, atualmente são atendidos 142 alunos de baixa renda, com idades de seis a 17 anos, mas há vagas para mais. As aulas acontecem no contra turno escolar, como forma de manter os jovens ocupados com atividades produtivas. "Anastácio é uma cidade pequena com poucas opções de cultura e lazer. Por isso estamos com este trabalho, para que possamos revelar talentos e tirar as crianças da rua, ajudando pais que não têm condições de pagar uma creche", disse.

Nilma explica que as aulas acontecem na sede da Amina, no Centro, nas dependências da Escola Cejar e na extensão do Jardim Independência, de segunda à sexta-feira, de manhã e à tarde, de acordo com a turma. "O Programa Criança Esperança nos forneceu todos os materiais gratuitamente, como quimonos, tatames roupas e instrumentos musicais. Nesta quinta-feira ainda vamos oferecer curso de confeitaria de graça para as mães dos alunos".

Interessados em se matricular podem obter outras informações na sede da Amina, localizada na Acogo, 406, ou pelo telefone: (67) 32451790. 

Amina

A Amina, Organização não Governamental (ONG) sem fins lucrativos, foi criada em 2004 com intuito de promover o desenvolvimento humano, social, econômico e cultural de mulheres e famílias em situação de exclusão, risco e vulnerabilidade social (principalmente mulheres que passaram por violência doméstica), residentes nos bairros e vilas da região urbana do município de Anastácio. O projeto ganhou projeção nacional e tem firmado parceria com grandes empresas e instituições.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece 11 vagas de emprego nesta terça-feira

2
Anastácio

Marido tenta estrangular e ameaça passar serrote no pescoço da mulher

3
Aquidauana

Promotora nega notificação a vendedores ambulantes e diz que apura outras irregularidades

4
Policial

Assentado mata cachorro a tiros porque animal atacava seus patos e galinhas

Vídeos

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Fiações rompidas são recuperadas e motoristas ‘fora do padrão’ podem ser responsabilizados

Moradores de Anastácio flagram óleo descendo para Rio Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,87m
Miranda
2,28m
Paraguai
2,41m

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Oswaldão e o horário de Verão!

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Viajar só faz bem...

Pedro Puttini Mendes

Aquidauana: "meio" ambiente ou um ambiente inteiro?

Ver Mais Colunas
498110527