A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
21 de julho de 2018
Anuncie Aqui
8498
Aquidauana

Aquidauanense viaja quase 8 mil quilômetros de moto pela América do Sul

Empresário realizou viagem junto com mais dois amigos. Trio chegou a enfrentar uma nevasca durante a aventura.

1 AGO 2013 - 13h15min
redação / Aníbal Placêncio
Entre os dias 08 e 22 de maio deste ano, o empresário aquidauanense Nelson Deyvid Beloto viajou quase oito mil quilômetros pela América do Sul, pilotando uma moto BMW F 800 GS. Durante a aventura, ele contou com a companhia dos seus amigos Osvaldo Marimon Filho - com que estudou em um curso de piloto de avião - e Osvaldo Marimon Neto, que não pensaram duas vezes em encarar o desafio.
 
Nelson gosta de motos desde que ele era criança e conta que a viagem foi realizada com o objetivo principal de conhecer a região do Pacífico e o Deserto do Atacama. Ele partiu sozinho de Aquidauana, no dia 08, rumo à cidade de Maracaju, onde se encontrou com Osvaldo Neto. De lá, ambos iniciaram a aventura, passaram por cidades como Foz de Iguaçu (PR) e encontraram o terceiro aventureiro, Osvaldo Filho, já na província de Corrientes, Argentina, local da primeira noite de sono.
 
Ainda no país dos hermanos, a viagem prosseguiu pelas cidades de San Miguel de Tucumán, Salta e Tilcara. O aventureiro aquidauanense diz que a experiência na Argentina foi muito boa, com destaque para a recepção da população.

?A refeição é ótima, embora faltasse o nosso tradicional arroz. A alimentação foi à base de purê, batata frita, bife de chorizo, costillas e parrilada, que é uma mistura de vários carnes. A região norte da Argentina é bem humilde, mas a população é muito educada e nos recebeu muito bem quando falamos sobre essa aventura?, conta Nelson.
 
Depois, os três motociclistas viajaram para San Pedro de Atacama, no Chile, onde ficaram por dois dias para conhecer os principais pontos turísticos da região e visitaram locais como Lagos de Salina, Geysers e Vale de La Luna, no famoso Deserto do Atacama. Também passaram por cidades como Calama, Antofagasta, Paso de San Francisco e Copiapó, ainda em terras chilenas.
 
O momento mais difícil da viagem foi quando eles atravessaram a Cordilheira dos Andes, por terra, e precisaram enfrentar uma grande nevasca, numa altitude de 4.800 metros. ?Rodamos cerca de 470 quilômetros, sem abastecer uma vez sequer, com muito receio de que fechassem a Cordilheira, que é o que eles fazem quando há nevascas. No final do percurso, não pavimentado, ainda percebemos que a roda dianteira da moto de um dos integrantes havia quebrado. Diante dessa situação, precisamos retornar em duas motos até a fronteira com a Argentina, mas acabou dando tudo certo?, relata o aquidauanense.

Apoio da família e viagem antecipada
 
Para realizar a viagem, Nelson diz que recebeu todo o apoio da família, apesar de certo receio, natural pela situação. A aventura vinha sendo planejada há cerca de um ano e seria realizada em outubro, mas, por razões de trabalho, foi antecipada pelos três participantes.

"Gostaria de agradecer primeiramente a Deus, por ter me concedido saúde e coragem para realizar esta viagem. Aos meus pais, fica a gratidão pelo apoio, mesmo com toda preocupação, e à minha noiva, Andreza, obrigado pela compreensão e confiança a mim depositada. Aos meus amigos de viagem, um muito obrigado pelo companheirismo".

As baixas temperaturas e a falta de ar em alguns momentos, por causa das grandes altitudes, foram listadas como alguns dos principais desafios. Entretanto, o aquidauanense destaca que as belas paisagens e as excelentes condições de estrada foram alguns dos fatores que fizeram a viagem se tornar uma experiência única e inesquecível.

?Conheci os mais belos lugares da minha vida, sem contar que as estradas são excelentes para esse tipo de viagem. Rodamos mais de 3 mil quilômetros somente no deserto, onde tivemos a chance de ver animais como a lhama, que é muito comum na Cordilheira dos Andes. Valeu muito à pena?.
 
Na volta, Osvaldo Neto se separou do grupo próximo de Catamarca, na Argentina, e passou pela cidade de Córdoba antes de chegar a Bagé (RS), onde reside. Osvaldo Filho e Nelson viajaram juntos até Foz do Iguaçu (PR), de onde o primeiro seguiu para São Paulo e o segundo retornou para Aquidauana, com muita história pra contar e planos de realizar novas aventuras semelhantes de moto.
Aquidauanense Nelson Deyvid Beloto viajou com dois amigos
Aquidauanense Nelson Deyvid Beloto viajou com dois amigos / Arquivo pessoal
Aquidauanense Nelson Deyvid Beloto viajou com dois amigos

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Perícia libera corpos de assaltantes mortos durante confronto em Aquidauana

2
Política

Puccinelli é preso a segunda vez pela PF; Filho e advogado também são presos

3
Casa do Trabalhador

Confira as vagas de emprego da casa do trabalhador

4
Policial

Homem é autuado por entregar caminhão a pessoa sem CNH

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
5,03m
Miranda
2,60m
Aquidauana
2,46m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Tenho...

Manoel Afonso

Amplavisão 1314 – O eleitor ao estilo ‘rabo de olh...

Raquel Anderson

Vamos falar de Amor?

Ver Mais Colunas
498110622