A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
21 de maio de 2019
Anuncie Aqui
9084
Educação

Emoção marcou a colação de grau da Licenciatura Indígena em Aquidauana

18 ABR 2019 - 10h16min
Ariane Comineti/UFMS

Na noite de quarta-feira (16), 87 formandos da Licenciatura Intercultural Indígena do Câmpus de Aquidauana da UFMS colaram grau. A cerimônia reuniu familiares e amigos dos graduandos de diversas etnias e contou com apresentações culturais.

Na solenidade, o reitor Marcelo Turine lembrou que as comunidades indígenas vivem na terra e da terra, conhecendo os segredos do ambiente em que habitam, com ele estabelecendo laços de harmonia, paz e equilíbrio. A natureza que as cerca é parte de sua vida. Conhecem a biodiversidade, os segredos das plantas e animais essenciais para a preservação do planeta. “O desafio das comunidades indígenas é a educação de forma que possam se instruir sem se deixar destruir.

Preservar a riqueza da diversidade é relevante. Promover o desenvolvimento da comunidade a partir de seus saberes, do conhecimento que nasce dentro da comunidade deve ser estimulado pelo Poder Público, pela sociedade, e a educação faz parte deste processo”, afirmou. Para o reitor, a UFMS se orgulha de poder fazer parte deste processo e demonstra sua gratidão às comunidades indígenas por se integrar nesse sonho.

Claudinei de Souza, concluinte da graduação, reforçou que se trata da realização de um sonho de toda a comunidade. “É o resultado de uma luta do movimento indígena, de lideranças que buscaram o atendimento a essa demanda do nosso povo. Com essa formação, não só o povo indígena obtém ganhos em educação, mas também a educação brasileira de uma forma geral”, afirmou.

Para Sérgio de Oliveira, coordenador geral de Educação Indígena, Quilombola e do Campo do Ministério da Educação (MEC), o momento é de alegria. “É uma honra estar aqui na colação desses 87 professores. Além de incentivar e promover as políticas para a realização desse sonho, o MEC tem direcionado esforços para o acompanhamento in loco, mais próximo. Anteriormente viemos saber das necessidades, trabalhamos juntos e agora compartilhamos essa alegria”, disse.

“Acompanho o desenvolvimento da formação indígena desde o início, participando da comissão nacional escolar indígena, na qual discutimos a criação desse curso e como viria a nos atender. É com felicidade que participo deste grande dia. Hoje cada vez mais professores atuam em sala de aula e em atividades dentro de suas comunidades com o diploma em mãos. Agradeço à Universidade pela parceria e também pela realização de outro grande sonho, a institucionalização do curso, tornando-o permanente na UFMS”, afirmou o professor e representante indígena Alberto França Dias.

Licenciatura

Inicialmente ofertada por meio do Programa de Apoio à Formação Superior e Licenciaturas Interculturais Indígenas (PROLIND), a Licenciatura Intercultural Indígena foi institucionalizada pela UFMS em 2018.

Para a coordenadora, professora Onilda Sanches, os benefícios são inúmeros, entre eles a possibilidade de ingresso por meio do Sisu e do Vestibular de interessados que não necessariamente estejam em sala de aula ainda e a possibilidade de um corpo docente próprio. “Inclusive no momento temos um concurso aberto voltado a professores indígenas com mestrado. A Licenciatura Intercultural Indígena é uma formação específica para as escolas e contextos sócio culturais indígenas de caráter bilíngue e intercultural, na qual são discutidas as implicações culturais e linguísticas no ensino considerando os conhecimentos tradicionais e universais”, lembrou.

A turma de 87 graduados ingressou na UFMS em 2015 e realizou quatro anos de atividades sob a pedagogia de alternância, com períodos de aulas na universidade (Tempo Universidade) e nas aldeias (Tempo Comunidade). Os professores se graduaram conforme a habilitação escolhida: 25 em Matemática e Educação Intercultural, 23 em Linguagens e Educação Intercultural, 19 em Ciências Sociais e Educação Intercultural e 20 em Ciências da Natureza e Educação Intercultural.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Luto: Morre em Aquidauana DJ Leonardo Artiga dos Reis, filho da professora Vera

2
Aquidauana

Homem joga copo no rosto da namorada, dá socos, chutes e tenta enforcá-la em Aquidauana

3
Policial

Caixa é presa por registrar carne como bala e embolsar o dinheiro

4
Policial

Mulher é presa na cracolândia de Miranda após furtar celular e R$ 400 de homem

Vídeos

PRF promove campanha de combate a violência sexual infantil

Portal Atacado • Anastácio MS | Especial Dia das Mães

Colisão ocorreu no cruzamento da Rua Américo de Sousa com a Travessa Ragalzi

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min19 max34

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min19 max34

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,96m
Miranda
5,17
Paraguai
5,79m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Na...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: A EDUCAÇÃO BÁSICA – QUEM SE...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Quer queira ou não, a Educação ensina....

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Advocacia

Heber Seba Queiroz

Rua Marechal Mallet, 398 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-9999 / Cel
Supermercados

Supermercado Princesa 3

7 de Setembro, 1029 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3989/3241-
Cyber Cafés

Web Cyber - Conectado ao Mundo!

Rua Manoel Antonio Paes de Barros, 750 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-7089
Ver Mais
508110652