A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
20 de julho de 2018
Anuncie Aqui
8498
Aquidauana

Manifestantes de Aquidauana e Anastácio se mobilizaram pelas redes sociais

Aproximadamente mil pessoas participaram das manifestações nos dois municípios. Mobilização foi denominada como 'Dia do Basta'.

21 JUN 2013 - 09h30min
redação / Aníbal Placêncio
Convocados pelas redes sociais, manifestantes de Aquidauana e Anastácio deram a resposta nas ruas e se uniram em grande número no fim da tarde desta quinta-feira (20), na Praça dos Estudantes de Aquidauana, ponto de partida para os protestos que tomaram conta dos municípios vizinhos.
 
O 'Dia do Basta em Aquidauana e Anastácio', como foi denominada a mobilização, contou com a participação aproximada de mil pessoas e seguiu a linha dos protestos que vêm tomando conta de muitas cidades brasileiras. As ondas de manifestações, que começaram em São Paulo e Rio de Janeiro, com reivindicações por um preço mais justo do transporte público, logo se transformaram em uma pauta variada de pedidos por melhorias.
 
O perfil e a idade dos manifestantes de Aquidauana e Anastácio variavam bastante, embora a maioria fosse composta por jovens estudantes. Exatamente o tom do discurso pregado por um dos idealizadores do evento. "Esse grande número de manifestantes é a resposta da juventude aquidauanense e anastaciana, que se mobilizou e criou uma página de eventos do 'Dia do Basta', através das redes sociais", dizia ele.
 
Mobilização foi planejada em três dias
 
A ideia de mobilização começou na segunda-feira (17) e não demorou a ganhar a adesão de um grande número de pessoas. Não apenas moradores de Aquidauana e Anastácio, mas também de cidades como Miranda, Bodoquena, Dois Irmãos do Buriti, além de distritos. Os idealizadores do 'Dia do Basta' realizaram reuniões antecipadas para definir quais seriam as propostas abordadas.
 
Com faixas, cartazes, bandeiras, apitos e nariz de palhaço, os manifestantes saíram de Aquidauana e marcharam pela Rua Teodoro Rondon, passando pela Ponte Nova e entrando no município de Anastácio pela Avenida da Integração. A maioria estava vestida de branco e com os rostos pintados, como solicitava o convite para o evento.
 
Encontro de aquidauanenses e anastacianos
 
O esperado encontro dos manifestantes das cidades vizinhas aconteceu em frente ao prédio da Prefeitura Municipal de Anastácio. Lá, assim como em outras partes do trajeto, o Hino Nacional foi cantado a plenos pulmões, em uníssono. As reivindicações eram diversas e, além de problemas nacionais, também abrangiam assuntos diretamente ligados à região do Portal do Pantanal.
 
Em Anastácio, as pessoas lembraram do risco de fechamento da comarca do município, com cartazes de mensagens como "A comarca é do povo", "Diga não ao fechamento da comarca", "Anastácio merece justiça", entre outras.

Embora os idealizadores tenham deixado claro que o foco do protesto não era político, alguns aquidauanenses fizeram referência ao momento conturbado vivido na cidade e pediram por novas eleições. As reclamações principais focaram na luta contra a corrupção, melhoria da saúde pública, educação, novos cursos universitários para a região, entre outras.
 
Questionamento dos gastos com a Copa
 
Ao saírem da Prefeitura de Anastácio, os manifestantes retornaram a Aquidauana pela Ponte Velha e, em frente ao campus II da UFMS/CPAQ (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), alguns acadêmicos solicitaram pelo não fechamento do curso de Turismo.
 
Depois, seguiram para a Câmara Municipal de Aquidauana, que estava fechada naquele momento, e entoaram uma série de gritos de guerra. O momento de maior empolgação se deu no momento em que os manifestantes demonstraram descontentamento com o fato de o Brasil sediar a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. "Da Copa, da Copa, da Copa eu abro mão! Eu quero mais dinheiro pra saúde e educação", cantavam.
 
Na opinião do professor Fernando Batista, o 'Dia do Basta' serviu para comprovar que aquidauanenses e anastacianos também estão unidos na luta por um país melhor. Com uma bandeira do Brasil nas costas e o rosto pintado, ele acredita que os protestos cumpriram com o objetivo principal.

"O clima não poderia ser melhor, a população se uniu e saiu às ruas para defender seus direitos. Este é o momento de mostrar que queremos mais investimentos naquilo que realmente interessa", destacou Fernando.
 
A mobilização foi encerrada com o retorno à Praça dos Estudantes, onde os participantes se reuniram para decidirem as diretrizes de outros protestos.
 
Tudo ocorreu em clima bastante pacífico nas cidades de Aquidauana e Anastácio e, de acordo com a Polícia Militar, não houve registro de ocorrências durante as manifestações.

A galeria completa de fotos já está disponível no site O Pantaneiro. Para conferir, clique aqui.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Homem de 27 anos é esfaqueado durante roubo em Aquidauana

2
Aquidauana

Envolvido na morte de empresário que chocou Aquidauana, Walerson é preso novamente

3
Trânsito

Acidente grave na BR-262 e criança não resiste aos ferimentos

4
Aquidauana

Nota de falecimento de Clarice Ferreira Lima, vítima de pneumonia

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
5,03m
Miranda
2,60m
Aquidauana
2,46m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Tenho...

Manoel Afonso

Amplavisão 1314 – O eleitor ao estilo ‘rabo de olh...

Raquel Anderson

Vamos falar de Amor?

Ver Mais Colunas
498110622