A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
15 de novembro de 2018
Anuncie Aqui
8496
Aquidauana

Morre funcionário da prefeitura de Aquidauana

'Ney Brutão' sofria de arritmia cardíaca. Velório será na capela da Pax Universal.

21 MAI 2013 - 16h15min
redação / Aníbal Placêncio
Morreu no início da tarde desta terça-feira (21), em Campo Grande, Volney Silva, também conhecido como 'Brutão Silva' ou 'Ney Brutão', como gostava de ser chamado. Servidor da prefeitura de Aquidauana, ele sofria de arritmia cardíaca e estava internado no Hospital Regional Rosa Pedrossian, na capital sul-mato-grossense.
 
Volney vinha sentindo fortes dores no peito há cerca de duas semanas, e resolveu procurar auxílio médico nos últimos dias. Os familiares ainda aguardam o atestado de óbito.
 
Ele trabalhou na Gerência de Planejamento, Habitação e Urbanismo de Aquidauana, na gestão do ex-prefeito Fauzi Suleiman. Atualmente, estava morando em Campo Grande, mas acompanhava regularmente as notícias da Princesa do Sul e era um dos mais assíduos leitores a postar na caixa de comentários do site O Pantaneiro.
 
O corpo será trasladado para a cidade de Aquidauana. O velório será realizado na capela da Pax Universal.
 

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Biz bate na traseira de caminhonete e mulher fica ferida no Centro de Anastácio

2
Aquidauana

Aquidauana, Anastácio e mais 51 cidades de MS com alerta de tempestade

3
Anastácio

Dedé diz que anda 15 Km por dia vendendo o espetinho mais famoso de Anastácio

4
Geral

Proprietária de loja na Capital é condenada por ofender cliente que desistiu de compra

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,59m
Miranda
6,13m
Aquidauana
3,76m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Mais...

Robinson L Araujo

O FIM ESTÁ PRÓXIMO! AS EVIDÊNCIAS COMPROVAM

Manoel Afonso

O eleitor quer reciprocidade dos eleitos

Ver Mais Colunas
498110495