A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
17 de Outubro de 2017
Anuncie Aqui
8502
Crime ambiental

Mulher é flagrada com peixes fora da medida em pesqueiro de Aquidauana

29 SET 2017 - 08h30min
DValentim

Uma mulher de 47 anos foi flagrada por uma equipe da PMA (Polícia Militar Ambiental) nesta quinta-feira (28) com peixes fora da medida permita em lei em um pesqueiro de Aquidauana. Bolsa térmica e pescado foram apreendidos.

Na bolsa térmica que estava em um dos quiosques foram encontrados dois peixes pacu com aproximadamente 1,5 kg cada, medindo 43 e 44 cm e um peixe piavuçu de aproximadamente 500g, medindo 33 cm.

Foi constatado o crime ambiental e a mulher só não foi conduzida à delegacia de Polícia Civil de Aquidauana por falta de transporte. Foram apresentados os pescados e a bolsa térmica. O caso foi registrado como pesca espécies que devam ser preservadas ou espécimes com tamanho inferiores aos permitidos.

A moradora de Aquidauana foi autuada administrativamente e multada em R$ 770. Ela também responderá por crime ambiental de pesca predatória, com pena prevista de um a três anos de detenção. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Briga de casal termina com dois esfaqueados no Nova Aquidauana

2
Aquidauana

Maratonista que morreu após queda pode ter sofrido crise epilética

3
Geral

Acidente frontal mata 3 na MS-157 e pode ter ocorrido durante ultrapassagem

4
Aquidauana

Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece duas vagas de emprego nesta segunda-feira

Vídeos

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Fiações rompidas são recuperadas e motoristas ‘fora do padrão’ podem ser responsabilizados

Moradores de Anastácio flagram óleo descendo para Rio Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,87m
Miranda
2,28m
Paraguai
2,41m

Colunas e Blogs

Pedro Puttini Mendes

Aquidauana: "meio" ambiente ou um ambiente inteiro?

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Professor: Faça Voar o Cisne Que Há em Você!

Rosildo Barcellos

A Abjeção do Opróbrio

Ver Mais Colunas
498110668