A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
22 de abril de 2018
Anuncie Aqui
8498
Aquidauana

'Primeiros 100 dias representaram a transição', diz Zé Henrique

Prefeito comentou sobre o começo da sua administração. Enchente do Rio Aquidauana foi um dos assuntos em pauta.

13 ABR 2013 - 08h00min
redação / Aníbal Placêncio
Ao comentar sobre as questões referentes aos 100 dias que completou à frente do executivo municipal, o prefeito de Aquidauana entende que esse período simbólico representou a transição que deveria ter sido feita antes de ele assumir. Zé Henrique Trindade (PDT) definiu "equilíbrio" como a palavra-chave para representar o começo da sua administração.
 
"A falta de transição dificultou este início de trabalho, todos os gerentes foram escolhidos às pressas. Nosso município está em situação complicada, e defini que esse seria um período para equilibrar a situação?, afirmou o prefeito, durante coletiva de imprensa, em seu gabinete.
 
A enchente do Rio Aquidauana foi o exemplo principal citado pelo prefeito para apontar as dificuldades dos primeiros 100 dias. Segundo ele, esse é um problema que sempre vai ocorrer no município, e deve ser tratado como uma característica da região. "Lógico que vamos ter cheia, vai ter água, aqui é o Pantanal. Não podemos usar esse fato para desvalorizar Aquidauana, pois isso afasta até os empresários com planos de investir na região. A discussão deve abordar as obras de contenção da enchente".
 
Zé Henrique disse que, durante reunião com a governadora em exercício de Mato Grosso do Sul, Simone Tebet, discutiu a realização de obras na entrada da cidade, para evitar que a população fique impedida de transitar entre Aquidauana e Anastácio. Também ressaltou que, neste ano, a questão dos recursos federais não será tão simples, por causa de problemas de inadimplências nas enchentes anteriores - o prefeito falou que não houve prestação de contas de parte dos recursos.
 
As contas de energia dos prédios públicos, de acordo com Zé Henrique, ficaram sem ser quitadas entre os meses de novembro de 2011 e novembro de 2012, fato questionado pelo chefe do Executivo Municipal. ?Se ficamos sem pagar as contas de energia das nossas casas, no outro dia já realizam o corte, certo? Mas vamos buscar saber o que aconteceu?, garantiu o prefeito.
 
Ele afirmou que sua gestão será marcada pela transparência e que, em breve, será divulgada a situação de todos os funcionários efetivos e comissionados. Também declarou que, após esse período de 100 dias, chegou o momento de sair para as ruas e entender os problemas de toda a cidade. ?Agora, é hora de trabalhar?, finalizou.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Bombeiros retomam buscas por turista

2
Aquidauana

‘Em 15 anos, nunca vi um vendaval dessa proporção’, diz moradora do Clube do Laço

3
Policial

Gol atinge motociclista irlandês que teve perna amputada na BR-262

4
Policial

Polícia investiga morte de jovem de 24 anos ocorrida na madrugada

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
4,74m
Miranda
4,67m
Aquidauana
3,65m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

tenho...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: CONTRADIÇÕES

Robinson L Araujo

CASAMENTO: O Plano Perfeito de DEUS Para a Família - 1...

Ver Mais Colunas
498110512