A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
18 de Janeiro de 2018
Anuncie Aqui
8498
Aquidauana

Projeto Calçamento Social é lançado em Aquidauana

Evento foi realizado no Tribunal do Júri do Fórum da Comarca. Projeto auxilia na ressocialização dos detentos do regime semiaberto.

17 JUL 2013 - 14h10min
redação / Aníbal Placêncio
Desenvolvido com o objetivo de ajudar na ressocialização dos detentos que cumprem pena em regime semiaberto, o projeto ?Calçamento Social? foi lançado em Aquidauana nesta terça-feira (16), durante evento no Tribunal do Júri do Fórum da Comarca. A solenidade recebeu a presença de autoridades do executivo, legislativo e judiciário.
 
A iniciativa resulta de uma parceria entre a Comarca de Aquidauana, Agepen-MS (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Prefeitura de Aquidauana e o Conselho da Comunidade. O projeto teve início em Campo Grande e consiste em utilizar mão-de-obra dos detentos na construção de calçadas e pisos de entidades sociais e órgãos públicos.

Com inspiração no projeto realizado na capital sul-mato-grossense, surgiu a ideia de lançar o ?Calçamento Social? em Aquidauana. A cada três dias de trabalho, a pena dos presos diminui em um. Se eles trabalharem durante seis horas diárias, receberão mensalmente 3/4 do salário mínimo.

Segundo o juiz de direito Giuliano Máximo Martins, diretor do Fórum de Aquidauana, a remuneração dos detentos ficará a cargo da Prefeitura Municipal, que também vai disponibilizar profissionais para cuidar da parte técnica - como rebaixamento de calçadas e escolha de pisos específicos para deficientes visuais.
 
Já o Conselho da Comunidade ficará encarregado dos recursos para as construções. "Esses recursos vem do pagamento de prestações pecuniárias, penas alternativas que são aplicadas na Vara Criminal", explicou Giuliano. 
 
O diretor do semiaberto de Aquidauana, Fábio Amarilio, que será o responsável por coordenar os trabalhos, acredita que projetos como o ?Calçamento Social? constituem um caminho importante para recuperar o exercício de cidadania dos presos.
 
"Temos casos comprovados de internos do regime fechado que fizeram cursos profissionalizantes e, quando saíram para o semiaberto, deram continuidade e se aperfeiçoaram. Hoje, muitos estão inseridos no mercado de trabalho", afirmou Fábio.
 
O presídio de regime fechado de Aquidauana será o primeiro prédio beneficiado com o projeto.

Veja também

Mais Lidas

1
Nota de Falecimento

Amigo de todos, Manoel Alves da Cunha foi vítima de infarto na Capital

2
Policial

Mulheres são vítimas de estelionato em Aquidauana e Anastácio

3
Aquidauana

Chuva frequente transforma casas em verdadeiras lagoas na Vila 40 e São José

4
Anastácio

Prefeitura de Anastácio e parceiros oferecem cursos de qualificação profissional

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
5,18m
Miranda
7,00m
Paraguai
2,96m

Colunas e Blogs

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: CHEGADAS & PARTIDAS (OU PERDIDOS...

Robinson L Araujo

DIFICULDADES SE LEVANTAM PARA SEREM VENCIDAS

Pedro Puttini Mendes

Agenda Ambiental de 2017 e o que espera o agronegócio ...

Ver Mais Colunas
498110647