A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
17 de outubro de 2019
Anuncie Aqui
9028-->
Aquidauana

UFMS discute locais de lazer e turismo mais acessíveis a pessoas com deficiência

Projeto com atividades e palestra reúne interessados em como melhorar os ambientes aos PCDs em Aquidauana e Anastácio

1 SET 2019 - 10h03min
Redação

Na última quinta-feira (29) a UFMS promoveu gratuitamente, por meio de um projeto de extensão, a palestra “Aspectos legais e as pessoas com deficiência: destaques no lazer, na cultura e no turismo”. Uma série de atividades também constaram na programação que fez parte do projeto de extensão “Acessibilidade e Turismo: uma proposta de sensibilização e intervenção nos municípios de Aquidauana e Anastácio-MS”.

Debate e experiência - Adriana F. Silva Duarte, foi mediadora da mesa “Pessoas com deficiência e os desafios da inclusão nos espaços de lazer, cultura e turismo” e conduziu o debate durante a ação por ter ampla experiência como mãe de autista. Ela é presidente da Associação de Familiares de Pessoas com Transtorno do Espectro Autista de Aquidauana e Anastácio (AFaP TEA).

"A minha formação de mãe de autista, vivenciando os desafios diários e a minha visão é que projetos como esse é de extrema importância para a sociedade. Hoje, encontramos uma série de dificuldades para levar nossos filhos e filhas para se divertir, e sabemos que existe todo o contexto da vida de um autista, a dificuldade por não ter lugares adequados e adpatados, por exemplo", relatou.

Para Adriana, Aquidauana e Anastácio ainda carece muito de atrativos. "Nossa natureza é muito generosa, mas não há atividades culturais diversas disponíveis. Para alguns autistas, o cinema é insuportável, em razão da quantidade de pessoas. O ideal seria ter uma sessão azul voltada para o autista, com som mais baixo, luz acesa para facilitar o acesso e número reduzido de pessoas na sessão. Precisamos também de mais parques, ou seja, outros locais, pois temos somente a Lagoa Comprida, e alguns autistas não se adaptam a locais muito abertos, amplos assim. Importante é discutir o assunto, traçar metas e buscar soluções para ter acesso a lazer, cultura e turismo como um todo", finalizou.

Sobre o projeto:

O projeto é fruto de um semestre de discussões realizadas por um grupo de alunos do Curso de Turismo da UFMS/CPAQ, sob a coordenação da Profa. Dra. Patrícia Zaczuk Bassinello, acerca de problemas ou situações variáveis e diferentes apresentados em uma sociedade.

A escolha do tema partiu de reflexões sobre as dificuldades e desafios encontrados para se garantir acessibilidade e as demandas decorrentes da mobilidade urbana e suas relações com os campos que contemplam o lazer, a cultura e o Turismo.

Utilizando-se da ferramenta de resolução de problemas, o grupo sugeriu uma série de proposições no âmbito da sensibilização da sociedade, bem como proposições de intervenção junto ao público-alvo – pessoas com deficiência – demonstrando a postura ativa do grupo e o esforço profissional na busca de possíveis respostas e exemplos de mobilização social, frente aos problemas que assolam tais questões.

Cientes da necessidade da construção de um mundo melhor para a sociedade e para as gerações futuras, o projeto tem a intenção de socializar, por meio das ações de sensibilização e intervenção, alternativas viáveis que possam diminuir ou sinalizar problemas sobre o tema do lazer e turismo para as diferentes deficiências. Perceber as dificuldades, limitações e colocar-se no lugar de quem possui algum tipo de deficiência é um exercício indispensável para o desenvolvimento de qualquer novo projeto, seja ele um produto ou serviço.

Pensando nisso, o projeto inicia uma discussão com a sociedade aquidauanense e anastaciana sobre os direitos cotidianos dessas pessoas na relação com as pessoas sem deficiência, tornando inclusivas e participativas as ações previstas. Faz-se necessário, para isso, que a ideia proposta seja aplicada e que, posteriormente, tome novas repercussões de interesses para as associações e setores (público e privado) envolvidos no âmbito do lazer e turismo, interferindo na inclusão e socialização e, em especial, visando acompanhar e utilizar como exemplo os avanços e ações de sucesso realizados em outros municípios, que já praticam ações dessa natureza.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Em luto pela perda de funcionário, Padaria Dois Irmãos não abre nesta terça

2
Geral

Inmet alerta para tempestade em 73 cidades de Mato Grosso do Sul

3
Aquidauana

Justiça recebe denúncia contra pai que matou bebê afogado em bacia mês passado

4
Geral

Bebê de 11 meses é resgatado de helicóptero no Pantanal após acidente

Vídeos

Bolivianos que levavam 15,9 quilos de cocaína em veículo são presos em Miranda

Eleição de Miranda

Empresário de 31 anos pesca Surubim de mais de 40 kg no Rio Miranda

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min20 max37

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica aberto.
min20 max37

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica aberto.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,33m
Miranda
1,70m
Paraguai
1,84m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Amanhã...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: SER PROFESSOR (2)

Raquel Anderson

Divisionismo!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Bares/Panificadoras/Lanchonetes

Pastelaria Mineira

Rua Augusto Mascarenhas, 543 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-1613
Escolas Municipais

Escola Municipal Indígena Pólo General Rondon

, Distrito de Taunay - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Gráfica

Gráfica Pantaneira

Rua XV de Agosto, 339 alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3254 / 32 www.opantaneiro.com.br
Ver Mais
508110715