A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de outubro de 2019
Anuncie Aqui
9032-->
Solidariedade

Vítima de emboscada, trabalhador atingido por 2 tiros precisa de ajuda para cirurgia

Rapaz que sofreu crime por engano há mais de 3 anos pede ajuda para retirar bolsa de colostomia

9 OUT 2019 - 17h37min
Redação

Essa história poderia acontecer com qualquer pessoa, sob qualquer circunstância, mas essa infelicidade acometeu Edgar Leite Silva, hoje com 34 anos, e o obrigou a parar de trabalhar depois que levou dois tiros de maneira totalmente equivocada no local onde trabalhava: uma lanchonete em Aquidauana, atrás do ginásio poliesportivo da cidade.

Chapeiro por profissão, Edgar preparava os lanches, enquanto havia no estabelecimento o dono que geria o negócio e outro funcionário, um garçom que cuidava dos pedidos na parte externa do container.

Edgard relembra que trabalhava ao lado do colega havia apenas 5 meses. “Não o conhecia direito, mas assim que entrou para trabalhar com a gente, contou que mantinha um relacionamento com uma mulher recém-separada. Soubemos que o ex-marido dela a ameaçou e também esse colega que trabalhava conosco. Ao que me parece, eles não levaram a sério as ameaças”, se recorda o rapaz.

Antes do acidente, Edgard trabalhava dia após dia, para melhorar as condições de vida de sua família. Foto: arquivo pessoal

Dia fatídico – No dia 9 de junho de 2016, Edgar estava preparando os lanches e o local estava cheio. Como havia muitos pedidos, o rapaz deixou a chapa e foi até o balcão, onde havia um freezer, a fim de agilizar o embrulho dos lanches para viagem. Neste momento, o agressor sacou a arma e deu o primeiro disparo, que acertou seu braço.

“Na hora que eu senti o primeiro tiro, ele deu outro que pegou no meu abdômen. Eu me joguei no chão e me arrastei atrás do freezer, para me esconder. Me relataram depois que ele ainda teria dado mais 3 disparos e fugiu do local. Eu não me lembro direito, pois a dor era tão grande que não vi mais nada”, disse Edgard, consternado.

Vítima de uma emboscada em que nada teve culpa ou participação, o trabalhador foi socorrido e logo teve que passar pela primeira cirurgia, já que o tiro que sofreu no abdômen transpassou seu estômago e intestino. “Dois dias depois da primeira cirurgia, deu infecção e tive que ficar 12 dias na UTI. No total, fiquei internado durante 40 dias. Quando saí, já estava com a bolsa de colostomia e vivo nessa situação há 3 anos e 4 meses”, explicou.

Após o crime, alguns clientes teriam relatado que o agressor chegou ao local perguntando pelo nome do garçom, seu colega de serviço. Este, sem se importar com a vida de um trabalhador inocente, teria indicado que Edgar era o suposto novo caso de sua ex-mulher. “Esse garçom sumiu depois do ocorrido. Foi muito triste essa situação”.

Família guerreira

Edgar conta que, apenas 2 dias após ter recebido alta do hospital, seu filho nasceu. “Fui forçado a parar de trabalhar, pois estou com a bolsa de colostomia e tive uma hérnia em decorrência da cirurgia, que me impede de fazer esforço. Como atuo na área da alimentação, ninguém quer dar emprego para uma pessoa que anda com a bolsinha. Estou encostado pelo INSS até conseguir fazer a cirurgia”, explica Edgar.Quando Edgard conheceu Luana Braga Flores, hoje com 23 anos, ela já tinha um filho de 2 anos na época. O chapeiro também tinha um outro filho de um relacionamento anterior e os dois constituíram uma nova família há mais de 4 anos. Luana estava grávida de 8 meses quando aconteceu o acidente com seu marido.

Hoje, o casal vive na casa dos fundos da mãe de Edgar, pois não tem condições de pagar aluguel. Seu filho mais velho, de 9 anos, mora com a mãe, na casa da frente. Edgar mora com a esposa, com o filho de 5 anos, um de 3 e o caçula de apenas 1 ano e 7 meses.

Edgar no hospital, logo após a tentativa de homicídio que sofreu no trabalho. Foto: arquivo pessoal

Batalhadora, Luana vende salgados para complementar a renda, entretanto, esta não cobre todas as despesas da família e os custos com o tratamento do marido.

Ajuda para cirurgia

Edgard enfatiza que precisa de 15 mil reais para realizar a cirurgia de retirada da bolsa de colostomia. Caso semelhante ao ocorrido com o então candidato Jair Bolsonaro, a família não tem condições de arcar com os custos da cirurgia similar a do presidente e pede ajuda para que o trabalhador possa voltar a trazer o sustento da casa.

“Eu preciso fazer a cirurgia para ter essa chance de voltar a trabalhar. Como a bala que perfurou meu abdômen ainda está alojada nas minhas costas, o médico me disse que vai retirá-la quando fizer a cirurgia. Logo após a recuperação, terei de fazer outra para reconstruir a parede do estômago, onde desenvolveu a hérnia. Mas tenho confiança em Deus que tudo dará certo”, diz otimista.

Para o trabalhador, vítima da insanidade, violência gratuita e do ciúme doentio de um terceiro que nunca viu na vida, sua tristeza, na verdade, é de não poder segurar os próprios filhos no colo. “O mais novo chora e me pede colo, mas não posso segurá-lo, pois a hérnia dói demais. Espero realizar essa cirurgia em breve para poder segurar os meus filhos”, desabafa Edgar.

Para quem puder contribuir com a cirurgia de Edgar, qualquer quantia será bem-vinda. A seguir, anote os dados bancários:

 

Banco Bradesco

Titular: Edgar Leite Silva

Agência: 6982-5

Conta Corrente: 0002941-6

Telefone e WhatsApp para contato: (67) 99841-6794

 

Veja também

Mais Lidas

1
Miranda

Vídeo: Pescador salva onça que ficou presa em anzol de galho no rio Miranda

2
Policial

Polícia procura homem que matou três em fazenda do Pantanal de MS

3
Aquidauana

Senhor de 55 anos que sofria de problemas cardíacos é encontrado morto em casa

4
Policial

Corpos de trabalhadores mortos em fazenda são levados para Guia Lopes

Vídeos

Bolivianos que levavam 15,9 quilos de cocaína em veículo são presos em Miranda

Eleição de Miranda

Empresário de 31 anos pesca Surubim de mais de 40 kg no Rio Miranda

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min18 max33

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica aberto.
min18 max33

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica aberto.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,33m
Miranda
1,70m
Paraguai
1,84m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Preciso...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: SER PROFESSOR (2)

Raquel Anderson

Divisionismo!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Médicos

Nelson Andrade Quelho - Cardiologista

Rua Pandiá Calógeras, 242 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3000
Médicos

Sandra M. A. Zurutuza - Pediatra

Manoel Antonio Paes de Barros, 606 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3783
Pousadas

Fazenda Pantanal

Nhecolândia, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-8312 / 998 www.fazendapantanal.com.br
Ver Mais
508110741