O Pantaneiro

segunda, 06 de junho de 2011

"Casa Cândia... Nosso trabalho, Nossa vida..."

Aqui, nesta rua central de Anastácio, há tanto tempo atrás, à beira do rio Aquidauana, que é o berço da cidade que nascia, muitos anos antes da divisão do município... A pequena vila de Aquidauana engatinhava nas suas primeiras ruas que acompanhavam a margem do rio, que era o único meio de transporte para todo o sul do estado...

Assim, o desembarque de mercadorias, ou passageiros de Corumbá, chegavam e se acomodavam nesta pequena vila, que florescia a beira do rio... transformando assim as ruas ao seu redor em centro comercial...

No começo do século vinte, essas ruas adjacentes ao rio, foram construídas casas, que até hoje estão de pé... Casas estas feitas de pedra de arenito, construídas por experientes pedreiros, ficaram como uma marca de um tempo passado e que até agora está bem presente...

Casa Cândia, é uma delas... há 100 anos foi construída e conserva suas paredes, sem rachaduras e sem goteiras...

Casa centenária que até hoje conserva, intacto, todos os seus móveis, prateleiras, mesas, cofre. Tudo é autêntico e não sofreu nenhuma alteração...

No Livro Diário, consta na primeira página que em "01 de Fevereiro de 1908" está escrito: "Nesta data são abertos os trabalhos do Livro Diário da firma comercial que nesta praça girava sob a razão de Cândia Irmão", livro este guardado em nossos arquivos.

Seus primeiros donos, "Cândia e Irmão" com "José Candia e Fidelis Cândia", italianos de nascimento, que estabeleceram primeiramente em Nioaque.

Em 1909, mudaram a razão social para "Cândia e Moliterno", com a participação dos primos Vicente e Ângelo Moliterno... que até hoje podemos ver na parte frontal do prédio, numa espécie de brazão as iniciais entrelaçadas as letras C.M.L.

Firma que depois de estar estabelecida neste mesmo lugar de hoje, conquistou a confiança dos fazendeiros da região que pagavam suas compras quando vendiam seu gado, prazo longo, sem juros... deixavam seus proventos ou documentos particulares no cofre, em confiança total...

As conduções eram feitas a cavalo ou a enormes carretas, puxadas por cangas de bois, que vinham em comboio e ficavam acampadas no quintal da loja... seus animais levados a uma chácara perto... aproveitavam nesta ocasião para saber das notícias acontecidas, ou visitar parentes... a loja se transformava em lugar aonde as informações eram seguras e certas...

Em 1925, José Cândia assumiu sozinho a direção da firma... em 1934, José Cândia dividia a firma com os sócios: seu filho Atílio Cândia e Armando Figueiró Trindade, que era empregado da loja desde 1925.

Com a desistência de Atílio Cândia que deixou a firma, ela perdurou até 1950, quando Armando Figueiró Trindade assumiu sozinho e que até hoje permanece na família, conservando sempre o nome de "Casa Cândia"...

Assim, foi passando os anos... o progresso chegando com tantas novidades... as carretas substituídas por jipões... caminhões... picapes... que vem sempre, buscar as encomendas pedidas por fazendeiros e seus empregados... mercadorias que são sempre super embaladas em caixas como foi e é a tradição da casa... que manteremos como lema...

Tantas pessoas trabalharam como empregados nestes tantos anos que se passaram... uns por pouco tempo... outros até se aposentaram... deixando sempre um pedaço de sua vida e da sua competência...

Atualmente com tantas mudanças acontecidas neste tempo tão moderno e com o surgimento de outros comércios com tantas novidades, "Casa Cândia" que imperava sozinha... resiste a tudo... e está como sempre esteve desde a sua fundação... de portas abertas...

Seus atuais empregados, todos com muito tempo de serviço na casa... fazem todo o esforço e tem capacidade para bem servir os seus clientes...

Com orgulho posso dizer... que esta casa foi e é a melhor escola que freqüentei... seus ensinamentos estão gravados profundamente no meu ser... mostrando sempre o caminho que devo percorrer...

JANDIRA
Janeiro/2008

Compartilhe: Orkut

Sobre o colunista

Jandira Trindade

Nascida em Aquidauana em 1932, Jandira Trindade é uma figura memorável. A frente da Casa Cândia há 50 anos, lançou seu livro "Meu lugar é aqui" em 2009, com grande repercursão na cultura do estado.

Leia mais
Parceiros AT Informática YouZoom Soluções Web Vivid Estudio Fotográfico Lise Jones - Cerimonial Coeso Eletrificação Rural