O Pantaneiro

segunda, 02 de julho de 2012

Estarrecedor

Quem leu os jornais, revistas ou assistiu aos noticiários pelo rádio e pela televisão sobre o “casual” encontro do Lula e Gilmar na residência de um ex-ministro do metalúrgico, deve estar, simplesmente, estarrecido.
 
Quando um ex-presidente da República se propõe a interferir, por motivos políticos partidários, em decisão da Suprema Corte de Justiça, em um julgamento que, provavelmente, é o réu maior, é porque tudo está perdido em termos de ética e respeito aos poderes e as instituições republicanas.
 
Precisa ser cara de pau, para fazer esse tipo de proposta: a de tentar adiar o julgamento do maior escândalo político da história do Brasil - e que ninguém foi, até agora, punido.
 
Imagino o que deve ter acontecido durante os oito anos do Cara do Obama na Presidência do Brasil.
 
O Congresso Nacional foi totalmente cooptado pelo ex através do mensalão e emendas parlamentares, não esquecendo o vergonhoso loteamento do poder.
 
Executivo sem ética, Congresso fisiológico e os banqueiros, empreiteiros e grandes proprietários rurais com lucros estratosféricos, foi fácil jogar a sujeira por baixo do tapete.
 
Os governadores e os prefeitos, reféns do humor de Brasília para conseguir alguns tostões - tinham que ser aliados nacionais de políticos tipo Sarney, Collor, Renan, Barbalho etc. Assim foi fácil construir um país nunca, antes, visto, que é este do Mensalão. 
 
Auxiliares de confiança faziam o trabalho eficiente de bastidores sob o comando daquele que nunca soube de nada, tão pouco viu.
 
Nunca pipocaram tantos escândalos e propaganda enganosa como nesses últimos anos.
 
A área social foi totalmente sucateada.
 
Retornando ao foco do encontro “casual” na casa do ex-ministro que disse publicamente que a atual presidente era fraquinha para governar o Brasil - ato de uma falta de ética  sem precedentes.
 
O comércio poderia pressionar os políticos, para instituir o Dia Nacional da Vergonha, onde se comemoraria todos os tipos de bandalheiras implantadas nesta nação.
 
O Cachoeira diz possuir até uma tabela de valores do custo de certas autoridades, divulgados pela imprensa.
 
O nosso ex adora fuxico e deve ter alguém lhe fornecendo informações enganosas.
 
A Comissão a Verdade poderia iniciar os seus serviços desvendando o que todo mundo sabe.
 
Lula tem medo do julgamento do mensalão.
 
O mundo globalizado e mercantilizado destruiu os nossos valores de vida e, hoje, ninguém mais se assusta com a corrupção e toda sorte de desvio de conduta.
 
O importante é o poder e os seus inúmeros acessórios.
 
Pobre nação do bate boca incompreensível, inoportuno, vergonhoso e estarrecedor.
 
Gabriel Novis Neves
 
31-05-2012
Compartilhe: Orkut

Sobre o colunista

Gabriel Novis Neves

Reitor fundador da Universidade Federal de Mato Grosso, é médico em Cuiabá.

Leia mais
Parceiros AT Informática Lise Jones - Cerimonial Vivid Estudio Fotográfico YouZoom Soluções Web Coeso Eletrificação Rural