A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
28 de fevereiro de 2020
Anuncie Aqui
-->
Medicina

Pesquisadores conseguem combater sintomas do Alzheimer com canabinoide

Testes em ratos apresentaram bons resultados

2 NOV 2019 - 10h06min
Agência Brasil

Um grupo de pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP) conseguiu combater os sintomas do Alzheimer usando um composto canabinoide. Os testes apresentaram bons resultados em ratos em que houve a simulação dos estágios iniciais da doença. Os resultados forma publicados na revista científica Neurotoxicity Research.

Para os experimentos foi usado o composto sintético ACEA (Araquidonil-2'-cloroetilamida) em animais em que receberam no cérebro a droga estreptozotocina (STZ), que provoca uma deficiência no metabolismo dos neurônios. Em seguida, foram aplicados teste da memória nos ratos, com o reconhecimento de objetos.

São colocados objetos novos no ambiente onde estavam os animais. Os ratos que não estavam sob o efeito da droga exploraram mais os locais com as novidades, enquanto aqueles com Alzheimer mantiveram o mesmo interesse por todo o ambiente. Os testes foram repetidos com o intervalo de uma hora e de um dia, para avaliar memória de curto e longo prazo.

Resultados

A partir daí, os ratos passaram a ser tratados com o ACEA, uma forma sintética de um dos compostos extraídos da maconha. Ele se liga ao receptor CB1, presente especialmente no hipocampo, parte do cérebro relacionada à memória e que é afetada pelo Alzheimer.

Segundo a coordenadora do estudo, professora Andréa Torrão, os resultados da administração do canabinoide foram “bem positivos”. De acordo com a pesquisadora, foi verificada uma “reversão do déficit cognitivo”. Segundo ela, isso significa que o composto foi capaz de impedir a progressão da doença que foi simulada em uma fase inicial.

Andréa disse que o ACEA tem sido usado por diversos grupos de pesquisa no mundo, porém, ainda existem aspectos não investigados, que a equipe do Instituto de Ciências Biomédicas tentou avaliar. “Ele foi bem descrito bem mais recentemente. Mas tinha muitas outras perguntas, lacunas, que a gente queria entender”, enfatizou.

Apesar dos bons resultados, as pesquisas com o canabinoide no instituto foram paralisadas. “Os complexos canabinoides estão muito caros para a gente importar com os cortes de verbas que tem sido feito nos últimos anos”, ressaltou a pesquisadora. Por isso, o grupo tem usado outras substâncias que agem em outros aspectos do Alzheimer.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Fazendeiro denuncia à Polícia Civil furto de 56 cabeças de gado em Aquidauana

2
Aquidauana

Casos de embriaguez levaram PM a aumentar rigor das ações em Aquidauana

3
Aquidauana

7º Pira Folia encerrado com chave de ouro e muita animação em Aquidauana

4
Policial

Foragido briga com a mulher em festa de Carnaval e acaba preso pela PM

Vídeos

Video da perseguição da Policia Civil

“Amigo que é amigo não derruba” Compartilha o Corpo de Bombeiros nas redes sociais

Águas do Miranda representa o Centro-Oeste na 7ª edição do Concurso Lei Maria da Pena

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min21 max33

Aquidauana

Sol o dia todo com algumas nuvens à tarde. Noite estrelada.
min21 max33

Anastácio

Sol o dia todo com algumas nuvens à tarde. Noite estrelada.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
5,17m
Miranda
5,89m
Paraguai
1,58m

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"MINHA ALMA TEM O PESO DA LUZ"

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: FANTASIAS

Valdemir Gomes

NUm...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Informática

Genius Escola de Formação Profissional

Rua Estevão Alves Corrêa, 2011 Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4118
Farmácias e Drogarias

Farmácia Popular

Rua 7 de setembro, 540 e 771 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 3583/1057
Telefones Úteis

Exercito Brasileiro - 9º Batalhão de Engenharia e Combate - 9º BEComb

Rua Duque de Caxias, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 1600
Ver Mais