A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
24 de agosto de 2019
Anuncie Aqui
8830-->
Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: EDUCAÇÃO, QUEM PRECISA?

Giovani José da Silva
14 JUL 2019 - 10h20min

       Acompanho com sentida tristeza o recente noticiário nacional e observo comentários postados em redes sociais sobre o “buraco” em que nos instalamos nos últimos tempos. De um lado, gentes raivosas, defendendo a ferro e fogo seus “ídolos”/ “mitos” e de outro... Bem, do outro lado também vejo coisas das quais não gosto, como, por exemplo, piadas sobre a orientação sexual de certa pessoa pública, insinuações maledicentes que desqualificam qualquer debate sério sobre os rumos do país! Quem defende o bizarro, o grotesco e o inominável não tem o meu apreço e tampouco o meu respeito. Porém... Ah, sempre há um porém, também não vejo com bons olhos a ofensa, o palavrão, o duplo sentido, a falta de educação com desafetos. Não, caros leitores, eu não sou a “palmatória do mundo” e sequer me encontro em lugar privilegiado na fila do pão. De onde estou o que enxergo é uma sociedade que não consegue se ver no “espelho” de Heródoto, que se esquece que temos uma história de séculos de preconceitos (de cor, de estrato social, de tantos e tantos outros marcadores...) e que o vivido no presente é um “reflexo” deformado do tal “espelho”. Não sei vocês, mas eu tenho entre meus parentes, colegas e alguns conhecidos uma porção de gente tosca, que adoraria ter a chance de arrumar um “emprego” para filhos e apaniguados, que gostaria de enriquecer à custa do erário, que espera que o mundo cumpra as leis, enquanto ele/ ela pode infringi-las sem remorso ou dor na consciência. Como professor de História, desde 1992, sinto/ penso que eduquei mal os meus alunos, que não lhes ensinei o básico para a vida em uma sociedade saudável, que não os treinei (sim, é preciso “treino”) para o exercício pleno da cidadania. Hoje, no Ensino Superior, me deparo com jovens e adultos absolutamente ensimesmados, egocêntricos, que chegam às salas de aula com seus “potentes” aparelhos celulares (em quantas prestações a criatura quitará o tal “brinquedo”, se não for roubada antes mesmo de pagar tudo?) e fones de ouvido. Eles não querem te ouvir, não querem aprender, pois acham que já sabem de tudo ou, ainda, que tudo o que precisam saber se encontra na Internet. Não disfarçam o desprezo que têm pela figura do professor, um profissional que não goza de prestígio social e que, muitas vezes, não encontra respaldo para o seu difícil trabalho que é ensinar a uma horda de gentes semianalfabetas e que entraram pela porta dos fundos no fascinante mundo do consumismo, do hedonismo e do desperdício. Admiráveis para eles e elas são jogadores de futebol ou modelos de índole duvidosa. A falta de educação/ Educação está em todos os níveis e chega a todos os lugares: naqueles que desrespeitam as regras de trânsito, formando fila dupla enquanto esperam os filhos saírem da escola; nos que jogam lixo pelas ruas, calçadas, praças, estádios de futebol e outros lugares de uso coletivo/ público; entre os que ao invés de interagir com o professor e os colegas durante as aulas, com sede de aprender, passam o tempo todo conversando, rindo (de quem? Do professor?), alheios a tudo e a todos. E, ainda me perguntam se eu vejo esperanças de sairmos do tal “buraco”! Claro que vejo, mas não com a Educação que aí está (ou a falta dela). Não, não nos demos conta de que antes nem tudo estava melhor, pois a Educação Básica não recebeu/ recebe investimentos maciços e nem foi completamente universalizada em nosso país. Durante séculos não houve escolas para todos e agora que as temos verificamos que há aquelas para gentes “ricas”/ “importantes” e para gentes que nada valem (em geral, pretos, pardos e brancos pobres). Nossos professores em sua maioria recebem formação precária, muitos alunos abandonam as escolas e nem sequer sabemos quem são, uma vez que morrem demasiadamente jovens e viram apenas estatísticas, traduzidas em números frios e dilacerantes. Queremos, como professores de História, que nossos alunos se tornem cidadãos, mas o máximo que conseguimos foi lhes ensinar como o capitalismo triunfou e que agora estamos todos reduzidos à condição de consumidores. Alienados na busca frenética de nosso “precioso”, não importa de que forma se materialize (impossível esquecer a patética figura de Sméagol/ Gollum em O senhor dos anéis, de Tolkien), caminhamos para o precipício e nem nos damos conta de que vamos todos juntos. É assim que acontece, por exemplo, quando fazemos a piada, insinuando que aquele de quem não gostamos seja homossexual ou qualquer outra abominação. É assim, também, quando atiramos pedras nos ídolos/ mitos dos outros e nos esquecemos de que nossos próprios ídolos/ mitos têm pés de barro. Precisamos, pois, de mais Educação e menos “memes”...

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Homem de 35 anos é assassinado com quatro tiros ao lado de moto nos Altos de Anastácio

2
Geral

Filho de vereador morre após acidente de moto em MS

3
Anastácio

Estuprador do Jardim Carioca, da Capital, é preso em Anastácio; tio quem denunciou sobrinho

4
Policial

Maníaco da Capital matou esfaqueado jovem de 18 anos por ciúmes em Anastácio

Vídeos

Wild Camp reúne apaixonados por Kombi neste fim de semana em Camisão

Wild Camp reúne apaixonados por Kombi neste fim de semana em Camisão

Gaeco apreende 26 armas, munições e documentos que já estão na Delegacia de Aquidauana

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min19 max35

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min19 max35

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,24m
Miranda
2,07m
Paraguai
3,52m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Cadê...

Raquel Anderson

Aquidauana

Fausto Matogrosso

ATÉ QUANDO?

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Auto Posto

POSTO JC

Estevão Alves Correa, 901 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 3426
Médicos

Jose de Arruda Fialho - Pediatra

Rua 7 de Setembro, 1193 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3665
Escolas Municipais

Escola Municipal Indígena Feliciano Pio

, Distrito de Taunay - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Ver Mais
508110692