A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
20 de agosto de 2019
Anuncie Aqui
8826-->
Ruben Figueiró de Oliveira

Tapas, sapatões e outras tratativas

O ex-presidente FHC, em recente manifestação declarou-se preocupado com a atual postura de seu partido, o PSDB. O ícone do tucanato nacional reclama que o partido não defenda, não divulgue, o imenso legado de seus dois governos em favor do País, a...

dothCom Consultoria Digital
6 JUN 2011 - 00h00min

O ex-presidente FHC, em recente manifestação declarou-se preocupado com a atual postura de seu partido, o PSDB. O ícone do tucanato nacional reclama que o partido não defenda, não divulgue, o imenso legado de seus dois governos em favor do País, a começar pelo Plano Real, com que se iniciou o processo de estabilidade econômica com a gradativa queda dos índices inflacionários, o estabelecimento de uma política federativa para o fortalecimento dos Estados - aqui lembre-se, em nosso Estado, o quanto o governo estadual, à época sob o comando do ex-governador José Orcírio (fato várias vezes exaltado pelo próprio), as prefeituras municipais (hoje de pires na mão) receberam à mancheias recursos federais extra-orçamentários - as radicais mudanças na política social estendendo solidariamente benefícios aos mais pobres e desvalidos da sorte (as diferentes bolsas, agora reunidas no Bolsa Família), as políticas das privatizações, uma extraordinária abertura no campo da comunicação (o que permitiu a popularização dos telefones celulares, hoje o gosto do povo), da energia elétrica, das indústrias de base que não afetassem a soberania nacional, como a Vale do Rio Doce, que de deficitária, ou pouco lucrativa, tornou-se orgulho nacional pela sua amplitude internacional trazendo para o país divisas que fortalecem a receita tributária e nossa economia com múltiplos empregos e renda.

Se bem analisada, a política administrativa de FHC, sem rebuços políticos ou partidários e mesmo pessoais, quase tudo o que atualmente é motivo de regozijo para nós brasileiros e sobretudo para o presidente Lula - o grande beneficiário - nasceram e foram implantadas nos dois governos do PSDB, mas esse mesmo PSDB não sabe defender esse espetacular legado. Confessa-se decepcionado o ex-presidente. Para ele o partido é tímido, o que permitiu a Lula abrir um largo boqueirão e pousar com arrogância de que "ninguém fez mais por este País". Não há o que se discutir. Lula realiza uma obra de consolidação das boas políticas trazidas ao País por FHC, merece encômios, mas tem que deixar a arrogância de lado - a humildade é mérito sobretudo.

Quanto ao PSDB, que poderia por direito de conquista ser o usufrutuário daquelas políticas, queda-se amorfo, tímido, e está perdendo o trem da história.

Este início de outubro também trouxe outros choques que acenderam o sinal amarelo de advertência de que algo de podre está ocorrendo no cenário de Brasília. Ainda o palco principal - o que mais atraiu a atenção - deu-se no Senado da Republica, tudo em razão das tropelias ao decoro e à ética praticados pelo seu inefável presidente senador Renan Calheiros. A mim, como a todos quantos assistentes da TV Senado na última reunião da Comissão de Ética, ficou a perplexidade diante da postura deselegante, anti-regimental, de dois de seus mais extravagantes pares: Almeida Lima e Wellington Salgado.

Não há negar a inteligência do senador sergipano, experimentado advogado em certos tribunais de juri nas caatingas de seu estado, oratória sem papas na língua, ferinas, contundentes com ressaibos de "blefes", curso talvez de um exímio jogador de pôquer. Gênio a flor da pele, prometeu "tapas e sapatões" a quem ousasse desnudá-lo... O outro, senador por Minas - logo das Alterosas que legou no passado à alta Casa da República estadistas como Tancredo Neves, Itamar Franco, Milton Campos, Gustavo Capanema, Magalhães Pinto, Antônio Carlos de Andrade e outros exponenciais homens públicos - mais se parece a um garotão mimado, pleno de gosto excêntrico, bronco no trato, diz com certo gesto de galhofa que foi ao Senado para aprender !? ... Dá sua excelência, porém, impressão contrária, foi àquele sinédrio para mostrar como se deve postar um parlamentar franciscano à busca de um chinelinho como troca de sua voz e voto. A descompostura de sua excelência atingiu o clímax quando tentou alcançar a estatura cívica do senador Jarbas Vasconcelos.

Mais ocorreu na semana. Os episódios protagonizados pela liderança do PMDB, senador por Rondônia Valdir Raupp, também foi deprimente, perdeu ele a noção do posto, levou seu partido ao escárnio e à gozação pública mercê seu gesto submisso ao Planalto (dizem uns) ao Renan (dizem outros), não importa de onde partiu a ordem cesariana na tentativa de arranhar a dignidade de seus liderados, Jarbas Vasconcelos, Pedro Simon e Walter Pereira, destituindo-os das missões delegadas.

Não sei não. O panorama político institucional com o desprestígio das agremiações partidárias pode levar o País a uma situação de sobressalto e assim temer-se das salvaguardas do regime democrático. Mas, há nuvens de esperanças, as primeiras já no horizonte com a decisão do Supremo Tribunal Federal, ao tonificar os partidos com uma dose jurídico-constitucional retemperadora, além de prescrever uma vacina contra os vírus danosos dos infiéis, os useiros e vezeiros da labujenta arte do troca-troca. A dose não foi à medida que a opinião pública desejava, ampla, geral e irrestrita, pela cassação de mandatos, pois garantiu a todos os infiéis o amplo direito de defesa, direito que não respeitaram quando o povo lhes delegou o mandato.

* Foi deputado estadual, federal, secretário de Estado, conselheiro do Tribunal de Contas. É suplente de senador.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Em Anastácio, multinacional abre vagas e interessados tem até sexta para se candidatar

2
Policial

Jovem deixa moto na frente de casa, em Aquidauana, e tem veículo furtado

3
Nota de Falecimento

Jorge Kuzano morre após ser atropelado por caminhonete em Piraputanga

4
Policial

Pistoleiros executam homem enquanto comia pastel com neta de 8 anos

Vídeos

Wild Camp reúne apaixonados por Kombi neste fim de semana em Camisão

Wild Camp reúne apaixonados por Kombi neste fim de semana em Camisão

Gaeco apreende 26 armas, munições e documentos que já estão na Delegacia de Aquidauana

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min16 max30

Aquidauana

Dia de sol com algumas nuvens e névoa ao amanhecer. Noite com poucas nuvens.
min16 max30

Anastácio

Dia de sol com algumas nuvens e névoa ao amanhecer. Noite com poucas nuvens.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,14m
Miranda
2,20m
Paraguai
3,58m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Quando...

Raquel Anderson

Aquidauana

Fausto Matogrosso

ATÉ QUANDO?

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Auto Posto

Posto Mercúrio

Marechal Mallet, 957 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2770
Bares/Panificadoras/Lanchonetes

Sorvetes Italiano Chocobom

Rua Estevão Alves Corrêa, Barrakech - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-6875
Transportes

BAIANINHA

Rua Estevão Alves Corrêa, 3116 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 4445 / 995
Ver Mais
508110669