O...

04/11/2018 21:15:00



Povo simples... Brasileiro!
Está numa...  Encruzilhada!
De todo lado... Flechada!
Porém, calmo... Ordeiro!
Como barco no estaleiro...
Escolhendo a melhor... Rota!
Segue embusteiro, Frota...
Como sendo... Paladino!
Qual salada de... Pepino!
Dá azia quando... Arrota!


Bandeira... Tremulando!
Aguçando... Autoestima!
Têm coisas que não rima...
Ver políticos... Blasfemando!
Com cinismo... Enganando!
Vou ficando de butuca.
Como jogo de sinuca...
Pois, estou bem de memória.
Já conheço essa história...
Não entro nessa... Arapuca!


Um bando de inocentes...
Caíram nessa... Armadilha!
Não respeito quem humilha...
Os que pensam... Diferente!
Assim, disseminam a semente...
Jogando irmão... Irmão!
Arma nunca... Solução! 
Digo sempre... “Isto é fato!”
Disputa... Gato, rato!
É... Muita contradição!


“Assim caminha... Humanidade!”
Disse cantor... “Lulu Santos!”
Não vale depois, aos prantos...
Em nome de a... Moralidade!
Fictícia... Na verdade!
Enterrar de vez os sonhos.
Acorda cidadão... “Bisonho!”
Não construa grades... Muros!
Voto, procuração... Futuro!
Obstáculos... Transponho!

Poema: Valdemir Gomes dos Santos 05/11/2018


Valdemir Gomes - Valdemir Gomes