NUm...

23/02/2020 07:44:00



Repente fato... Estranho!
Fragmento... Ruptura!
Talvez, estranha... Postura!
Ovelha desgarra... Rebanho!
Sepultam projetos... Sonhos!
Faz-se necessário... Recomeçar!
Com calma sem... Apressar!
Convivência uma... Arte!
Paz, bandeira... Estandarte!
Às origens... Regressar!


Provoca tsunami... Ebulição!
Não aceitam... Diferente!
Rompe-se ele... Corrente!
Conflito gera... Tensão!
Nasce calorosa discussão...
Qual um cruzado no... “Plexo!”
Respeito vira... Anexo!
Desaparece no... Ralo!
Discorda do que falo...
Relação... Côncavo convexo!


Sociedade... Mutante!
Infelizmente... Regredindo!
Causa pétrea... Ferindo!
No poder tem... Meliante!
Sendo ativo, operante... 
Provocando danos à... Sociedade!
Insensatez bestialidade...
Postura vil que... Aflora!
Quando regras ignoram...
Resquícios de... Insanidade!


Diante de tal... Aludido!
Aflora o caos... Decepção! 
Prepotência... Ambição!
Onde quase tudo... Permitido!
Genérico ser... “Bandido!”
Sociedade perde... Rumo!
Descarrila sai do prumo... 
Humano vira... Selvagem!
Arrogância na... Bagagem!
Falta amor como... Insumo!

Poema: Valdemir Gomes dos Santos23/02/2020


Valdemir Gomes - Valdemir Gomes