A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
12 de Dezembro de 2017
Anuncie Aqui
8492
Cultura

Escultura à Retirada da Laguna e a cultura indígena integraram o FIB 2017

Festival de Inverno de Bonito teve as irmãs Beth e Betinha como as homenageadas desta edição

31 JUL 2017 - 17h02min
Redação

A Praça da Liberdade, em Bonito, foi mais uma vez o cenário para a celebração das artes plásticas, teatro, música, cinema e circo. As atrações do festival também se espalharam por escolas e assentamentos do município.  Desde quinta-feira (27), Adilson Schieffer esteve empenhado na escultura que faz em homenagem à Retirada da Laguna, um dos mais importantes do episódio da Guerra do Paraguai. Os trabalhos começavam sempre às 9h e terminavam às 17h, durante todos os dias do Festival. A escultura foi feita na pedra num ângulo de 360 graus.

O artista fez um esboço do desenho feito em papel, que foi transferido para a pedra. Para Adilson, é uma responsabilidade muito grande retratar uma parte da nossa história ao vivo durante o FIB. “É um desafio para mim, fico lisonjeado pelo convite de mostrar a técnica ao vivo. As pessoas não sabem como é o processo, ficam perguntando, vendo, não sabem as dificuldades as inspirações. Tenho que trabalhar no cimento em até duas horas, antes de secar. Depois de definir o traço, aí fica fácil”.
 
Schieffer cumpriu a promessa de terminar a obra até o fim do Festival. A pintura foi feita por último, com uma nuance de cor de pedra, sem colorir. Para fazer o trabalho, o artista baseou-se em fatos históricos relatados principalmente no livro “A Retirada da Laguna”, de Visconde de Taunay, e também em informações pesquisadas na internet. “Vai ser uma história contada em imagens em alto-relevo dentro da minha percepção artística dos fatos”, havia explicado o artista, ainda no início dos trabalhos.

O FIB dentro de sua pluralidade e diversidade cultural também deu visibilidade à cultura indígena. Pela 3º vez foram  representadas as etnias Atkun, Kinikinau, Ofaiê, Guarani Ñnahdeva, Guarani Kaiowa, Terena, Guató na Tenda dos Saberes Indígenas instalada na Praça da Liberdade. A tenda recebeu a visita do cantor Ney Matogrosso, na manhã de sábado (29), mesmo dia em que ele apresentou o show “Atento aos sinais”.

Com “Rua de Passagem”, composição de Lenine e Arnaldo Antunes, Ney Matogrosso deu início ao espetáculo que encerrou a terceira noite do Festival. O artista, nascido em Bela Vista, foi o homenageado na edição de 2011 do FIB, quando apresentou o trabalho anterior “Beijo Bandido”. Segundo a organização, o público chegou a 10 mil pessoas.

Alzira E. e Tetê Espíndola abriram a terceira noite do Festival de Inverno de Bonito. O espetáculo das irmãs é um projeto paralelo às suas carreiras solo no qual elas interpretam clássicos do cancioneiro sertanejo, mas a apresentação em Bonito reuniu outras canções populares como “Trem do Pantanal” e “Rio Vermelho”. “Meu Primeiro Amor” abriu a apresentação.

As vozes marcantes das irmãs, cada uma com seu timbre peculiar, deu força a uma série de canções como “Índia”, “Mágoas de Caboclo” e “Anahí”. Algumas canções, inclusive ganham arranjos interessantes como o blues que toma corpo nos versos de “Índia”. Depois de executarem a canção composta por Almir Sater e Paulinho Simões, Alzira e Tetê convidaram as princesinhas da fronteira: Beth e Betinha.

“Vamos começar o bailão”, afirmaram as irmãs logo que subiram ao palco. Os clássicos sertanejos voltaram à cena em interpretações cheias de energia. Beth e Betinha são as homenageadas da 18ª edição do FIB. Foram a primeira dupla musical feminina do Estado. A carreira começou na fronteira, daí o apelido. Os primeiros palcos em que subiram ficavam em Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. No palco com Tetê e Alzira, elas interpretaram clássicos como “Boneca Cobiçada”, “Beijinho Doce”, “Seriema”, “Pé de Cedro”, entre outras.

 

 

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

Motociclista tem pé e braço arrancados em acidente na MS-276

2
Nota de Falecimento

Dalton Liparoti morre aos 63 anos vítima de infarto

3
Aquidauana

Professora de universidade é vítima de estelionato no Bairro Alto

4
Anastácio

Jovens ignoram cheia do rio e mobilizam Conselho Tutelar e PM na prainha de Anastácio

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
6,11m
Miranda
7,09m
Paraguai
1,86m

Colunas e Blogs

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: HISTÓRIAS FEITAS DE GENTES E D...

Valdemir Gomes

Re...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Estudo de caso

Ver Mais Colunas
498110419