A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
19 de Agosto de 2017
Anuncie Aqui
8463
Economia

Aquidauana é penúltimo na geração de empregos no 1º trimestre e tem um dos piores índices em março

Nova Andradina tem os melhores índices de MS

21 ABR 2017 - 00h26min
Redação

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de março mostram um saldo positivo na geração de empregos em quatro Estados do país.  Mato Grosso do Sul está entre os quatro melhores do país que teve 1.261.322 admissões e 1.324.956 demissões, com saldo negativo de 64.378 postos.  

No mapa do emprego e desemprego do país, Mato Grosso do Sul contribuiu com um saldo positivo de 205  postos de trabalho em março na relação direta entre admissões e demissões (15.374/15.169),  o que representa um saldo positivo de 0,29%. O município de Nova Andradina apresentou o melhor índice, com 609 admissões e 445 desligamentos, saldo positivo de 164 e percentual de 1.71%.  Corumbá, aparece em segundo lugar, com 611 admissões e 424 desligamentos, com saldo de 187 empregos formais, índice de 1.35%. O terceiro maior empregador foi Maracajú, onde foram geradas 524 vagas no mercado de trabalho e 431 demissões, saldo positivo de 93 vagas e índice de 1.01%.

Dos municípios com mais de 30 mil habitantes no Estado pesquisados pelo órgão do Ministério do Trabalho, apresentaram índices positivos em março, além desses, Três Lagoas, com índice de 0.59% (1.894/1.673); Naviraí, com índice de 0.56% (415/360); Rio Brilhante, com índice de 0.51% (387/338); Paranaíba, com índice de 0.44% (359/327) e Ponta Porã, com índice de 0.40% (414/373).  

No trimestre, Nova Andradina também aparece na frente, com índice de 3.50% (1.528/1.199), seguido de Maracajú, com índice de 2.48% (1.368/1.142); Três Lagoas, 2.10% (6.090/5.316); Ponta Porã, 2.02% (1.165/960) e Corumbá, com índice de 1.53% (1.655/1.444).

Índices negativos

Seis municípios apresentaram índices negativos na relação admissão-desligamento no mercado de trabalho no mês de março e quatro no primeiro trimestre de 2017. No mês, em Coxim houve a geração de 126 empregos, contra 169 desligamentos, com índice de -1.00% (126/169); seguindo, Amambai, com índice de 0.70% (145/176); Sidrolândia, com índice de -0.28% (281/302); Dourados, com índice de -0.27% (1.830/1.982); Aquidauana, com índice de -0.26% (129/142) e Campo Grande, com índice de -0.19% (7.650/8.027). 

No primeiro trimestre de 2017 apenas quatro municípios apresentam índice negativo: Coxim, com índice de -5.64% (410/664); Aquidauana, com índice de -1.11% (381/437); Amambai, com índice de -0.54% (456/480) e Dourados, com índice de -0.10% (5.516/5.574).

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Homem de 29 anos é esfaqueado na rua dos Ferroviários, no bairro Alto

2
Policial

Pet shop no Centro de Aquidauana é arrombado na madrugada

3
Aquidauana

Em Aquidauana, bandidos furtam boi de 400 kg e deixam apenas o couro

4
Educação

Senac EAD tem inscrições abertas em Aquidauana

Vídeos

Indígenas fecham BR-262, acesso a Taunay

3º Desafio Mountain Bike - Piraputanga MS

18 Festival de Inverno de Bonito

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,30m
Miranda
2,12m
Paraguai
4,24m

Colunas e Blogs

Pedro Puttini Mendes

Imposto Territorial Rural de 2017: muda o ano, os probl...

Valdemir Gomes

Tamanduá...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Aquidauana...quais caminhos percorrerá?

Ver Mais Colunas
481710553