A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
13 de Dezembro de 2017
Anuncie Aqui
8492
Economia

Grupo chinês investirá US$ 320 milhões para implementar fábrica no Brasil

Bbca Group implantará unidade de processamento de milho em Maracaju

16 ABR 2013 - 16h00min
EFE
Pequim, 16 abr (EFE).-O governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, e a empresa estatal chinesa BBCA Group assinaram nesta terça-feira uma carta de intenção para a implantação de uma unidade de processamento de milho em Maracaju, um acordo que deverá contar com um investimento de US$ 320 milhões.
 
Em uma entrevista coletiva realizada em Pequim, Puccinelli assegurou que se trata do maior projeto já desenvolvido em parceria com a potência asiática até agora nesta região, o qual foi definido após três anos de negociações, 'principalmente em nível legislativo'.
 
O acordo assinado pelo governador do MS e pelo prefeito de Maracaju, Maurílio Azambuja, com o diretor presidente do BBCA Group, Li Roger Jie, prevê uma parceria entre a empresa, o governo do Estado e a prefeitura. A expectativa é que a implantação da fábrica seja iniciada em 2013 e que, a partir de 2015, já esteja operando.
 
Segundo o governador do Mato Grosso do Sul, o BBCA Group, empresa especializada na produção de bioquímicos, se compromete a processar cerca de 600 mil toneladas de milho, sendo que 60% será destinado ao mercado chinês e 40% ao consumo interno.
 
'Trata-se de um acordo benéfico para ambas as partes', explicou Puccinelli, que ressaltou que seu estado dispõe de matéria-prima, mas ainda carece da infraestrutura necessária para explorá-la. Além de negar as criticas em torno do projeto, o governador também enfatizou que o acordo deverá impulsionar o desenvolvimento da região, já que a fábrica deverá empregar 400 funcionários.
 
Segundo Puccinelli, o preço do produto final que sai dos portos brasileiros e são consumidos na Europa será 20% mais barato do que o mesmo produzido na Tailândia, onde o BBCA também possui unidades de processamento de milho.
 
Neste aspecto, Puccinelli argumentou que a vantagem comparativa brasileira se deve às políticas fiscais do estado, e destacou que o Mato Grosso do Sul, em particular a Prefeitura de Maracaju, tem uma produção anual de 6 milhões de toneladas de milho.
 
De um modo geral, os investimentos atuais da China na região se centram na industrialização das matérias-primas, especialmente do milho, como é este caso, para produzir glicose, óleo de milho e ácido cítrico, uma especialidade do BBCA Group.
 
O acordo assinado com a empresa asiática vem à tona pouco tempo depois do Brasil ter superado pela primeira vez os Estados Unidos como principal exportador de milho mundial.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Confusão entre comerciante e mototaxistas acaba na Delegacia de Polícia Civil

2
Anastácio

Condutor de Uno perde controle da direção e bate em árvore às margens da BR-262

3
Anastácio

Vizinho 'passa dos limites' e arromba janela de moradora

4
Aquidauana

Adolescentes matam cachorro, agridem vítima com ‘pé de cabra’ e ameaçam com arma

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
6,11m
Miranda
7,09m
Paraguai
1,86m

Colunas e Blogs

Rosildo Barcellos

Pequenas reflexões sobre o Biodireito

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: HISTÓRIAS FEITAS DE GENTES E D...

Valdemir Gomes

Re...

Ver Mais Colunas
498110504