A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de julho de 2018
Anuncie Aqui
8490
Economia

Indígenas de Aquidauana participam de cursos de capacitação para produzir alimentos orgânicos

Educadora terena é uma das instrutoras do curso

18 JUN 2013 - 08h03min
redação
Um grupo de 60 indígenas terena de Aquidauana participam de capacitação oferecida pelo Serviço de Aprendizagem Rural (Senar/MS) e aprendem a produzir alimentos orgânicos com qualidade e quantidade. Através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), dois cursos de horticultura orgânica e de produtor de mandioca são ministrados para quatro turmas formadas por indígenas homens e mulheres, de várias idades. As aldeias onde serão ministradas as capacitações são a Cruzeiro e a Buritizinho, abrigando aproximadamente 500 famílias da etnia terena.
 
Durante a aula inaugural, realizada na semana passada, era perceptível o entusiasmo da comunidade. ?Nós estamos felizes e com disposição para aprender. Quero agradecer, em nome da comunidade, a iniciativa do Senar/MS. Nossa aldeia é atuante e vai aproveitar todas as informações?, afirma o líder indígena da aldeia Cruzeiro, Ivanilson Machado Peixoto.
 
O ex-cacique da aldeia, Alberto Oliveira Dias, acredita que o curso aumentará a renda dos indígenas.  ?Nós abastecemos duas feiras da cidade. Eu me vejo como produtor e quero melhorar minha produção?, destacou Dias.
 
O instrutor do Senar/MS, Antônio Minari Júnior, ressalta que o curso mostrará que é possível produzir com qualidade, sem o uso de agrotóxicos. ?A horticultura orgânica nos leva a produzir como nossos antepassados, de forma mais saudável e com qualidade?, ressalta o educador.
 
Entre os seis instrutores que ministrarão as aulas nas nove semanas de capacitação está a educadora indígena Tainara Ferreira Terena. A inclusão de uma terena entre os instrutores é importante para fortalecimento cultural e conhecimento das principais demandas dos alunos.
 
O curso de horticultura orgânica ocorre na aldeia Cruzeiro e tem duração de 160 hora/aula. O objetivo da capacitação é realizar o tratamento do solo, produzir mudas de qualidade, ensinar à população terena técnicas de comercialização e até mesmo a visão de empreendedorismo no campo. As aulas teóricas serão realizadas junto às práticas para que ao fim do curso, previsto para 15 de agosto, os alimentos sejam colhidos.
 
Além do curso de horticultura, outra capacitação ministrada na cidade é o de Produtor de Mandioca, na aldeia Buritizinho. O curso também tem 160 h/aula, vai ensinar aos indígenas técnicas adequadas de preparação de solo, controle de pragas, normas sanitárias, de higiene, saúde e de preservação ambiental, entre outros temas. 

Veja também

Mais Lidas

1
Nota de Falecimento

Familiares e amigos se despedem de Giselle Gomes Leite nesta segunda-feira

2
Anastácio

Após boate fechar, cliente se esconde em quarto de funcionário que mora no local

3
Policial

Após desentendimento, sogra sofre golpe de capacete da nora, e revida agressão

4
Aquidauana

Para driblar a crise, profissional cria borracharia móvel para atender o cliente onde estiver

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
5,15m
Miranda
2,66m
Aquidauana
2,70m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

França...

Manoel Afonso

Amplavisão 1314 – O eleitor ao estilo ‘rabo de olh...

Raquel Anderson

Vamos falar de Amor?

Ver Mais Colunas
498110536