A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
30 de Abril de 2017
Anuncie Aqui
8189
Economia

Recuperação da economia será lenta e gradativa, prevê sindicalista de MS

6 OUT 2016 - 07h20min
Da Redação - Com informações assessoria
Depois dos afastamentos de Dilma e Eduardo Cunha e agora, de mais um processo eleitoral na maioria dos municípios brasileiros, a tendência da economia é melhorar, de maneira lenta e gradativa. A previsão é do sindicalista José Lucas da Silva, presidente da Federação Interestadual dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso ? Feintramag MS/MT.
 
Ele, que preside também a CSB regional MS(Central dos Sindicatos Brasileiros) prevê que  nesta reta final do ano a economia deverá dar sinais positivos e animadores, a ponto de provocar a confiança de investidores brasileiros e estrangeiros, para a futura recuperação do emprego e renda de milhares de famílias que ficaram desempregadas nesta que é considerada a maior crise econômica e política da história do Brasil.
 
Apesar de reconhecer a importância do investidor brasileiro, José Lucas tece duras críticas a empresários pela sua política de concentrar riquezas, sem fazer justa distribuição dos ganhos entre aqueles que são os maiores responsáveis pelo faturamento das empresas: o empregado.
 
?Essa cultura, essa mentalidade de querer ganhar sozinho, precisa mudar no Brasil. Grandes fortunas estão concentradas nas mãos de poucos?, afirma o presidente da Feintramag e da CSB em Mato Grosso do Sul. Nas negociações salariais, segundo ele, isso sempre fica bem claro em praticamente todas as categorias: ?O empresariado reluta em conceder qualquer percentual de reajuste salarial. Mal aprovam os índices inflacionários?, afirma.
 
A greve dos bancários, que dura quase um mês em todo o País é outro exemplo dado pelo sindicalista. ?Os bancos divulgam seus faturamentos astronômicos, mesmo em tempos como esse, de crise, e relutam em conceder ganhos reais aos funcionários. Essa resistência em valorizar o trabalhador precisa acabar?, critica.
 
REFORMAS ? As críticas do sindicalista se estendem também para o governo que quer tirar do ?lombo? do trabalhador, a solução para a dificuldades financeiras que atravessa. Como, por exemplo, arrochar a vida dos aposentados e mexer nos direitos adquiridos, inseridos na CLT.
 
?O governo deveria ter a coragem de desenvolver reformas políticas, reformas tributárias e promover a redução de gastos públicos e diminuir, de fato, o número de ministérios. Medidas essas que ficaram apenas na promessa?, critica o presidente da CSB regional.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Campograndense vem pescar em Anastácio e encontra casa totalmente revirada

2
Policial

Homem empresta carro para garota que desaparece

3
Policial

Celular furtado é rastreado pelo dono e polícia prende mulher por receptação

4
Policial

Gato envenenado e ameaça de morte esquenta clima entre vizinhos no Bairro Alto

Vídeos

Blitz educatica frente ao Exercito

Sucuri de três metros é capturada em Anastácio-MS

Blitz educativa Aquidauana-MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
4,43m
Miranda
4,26m
Paraguai
2,97m

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Igualdades!

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: ORAÇÕES

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Do abraço, do afago e do aconchego: as distâncias, apen...

Ver Mais Colunas
472810475