A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
17 de fevereiro de 2019
Anuncie Aqui
8494
Economia

Salário médio do brasileiro aumentou 2,4% de 2010 para 2011

24 MAI 2013 - 10h30min
Agência Brasil
O salário médio mensal do brasileiro aumentou 2,4%, em termos reais, entre 2010 e 2011, ficando em R$ 1.792,61 (3,3 salários mínimos). Já o total de salários e outras remunerações aumentou 8%. Os dados fazem parte das Estatísticas do Cadastro Central de Empresas (Cempre) 2011, divulgada hoje (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
Os maiores salários médios foram identificados no Distrito Federal (6,3 salários mínimos), Rio de Janeiro (3,9 salários mínimos), em São Paulo e no Amapá (3,8 salários mínimos), e em Roraima (3,3 salários mínimos). As menores participações ficaram no Ceará (2,3 salários mínimos), em Alagoas, na Paraíba e no Piauí (2,4 salários mínimos). O levantamento considerou o valor médio anual do salário mínimo de R$ 510, em 2010, e de R$ 544, em 2011.
 
Regionalmente, o Sul e o Sudeste, além do Distrito Federal, apresentaram os maiores valores reais, no período de 2008 a 2011, enquanto as regiões Norte e Nordeste apresentaram os menores valores. Apesar disso, o crescimento do salário real foi mais elevado nas capitais das regiões Norte e do Nordeste do país e mais baixo no Distrito Federal e nas capitais da Região Sudeste.
 
O estudo mostra também que as empresas ativas no país em 2011 possuíam 5,6 milhões de unidades locais (51,9%) na Região Sudeste, que concentrava também 51% das pessoas ocupadas e 55,5% dos salários e outras remunerações. A Região Nordeste ficou na segunda colocação em pessoal ocupado total (17,9%) e, em salários e outras remunerações, em terceiro lugar (14,1%). A Região Sul foi a segunda quanto ao número de unidades locais (21,3%) e em salários e outras remunerações (15,6%).
 
Ainda segundo o IBGE, entre 2008 e 2011, os salários médios mensais cresceram 8,7%, em termos reais e o pessoal assalariado passou de 38,4 milhões para 45,2 milhões; foram gerados 6,8 milhões de novos vínculos empregatícios, dos quais quase a metade (46,8%) ocorreu em três seções, com destaque para o comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (21,8%). Construção representou 13,2% e atividades administrativas e serviços complementares, 11,8%.
 (67) 99984.6000

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Homem que furtou corpo de cemitério em Dois Irmãos foi expulso da PM há 21 anos

2
Policial

Após foto no Facebook, PMA localiza e multa caçador de jacaré

3
Policial

Dono de conveniência é preso por clonar placa de viatura da Receita Federal

4
Aquidauana

No Serraria, ruas viram rio de lama e moradores culpam equipes das obras de esgoto

Vídeos

1º Leilão Direito de Viver

Ciclista sofre fratura após ser atropelado por caminhão

Despedida do Pe. Thiago Machado

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min23 max35

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min23 max35

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Um...

Robinson L Araujo

QUANDO A FAMÍLIA FAZ DO PERDÃO UMA PONTE DE RESTAURA...

Raquel Anderson

Morrer na lama!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Auto Posto

Posto Lavakar

Manoel Antonio Paes de barros, 964 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2666
Escolas Municipais

Escola CEI Pólo Andréia P. de Oliveira

Rua Felipe Orro, Pavilhão 3, Bairro da Exposição - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Bares/Panificadoras/Lanchonetes

Conveniência Pantaneta

Av. Pantaneta, 228 Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4984
Ver Mais
508110802