A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
18 de setembro de 2019
Anuncie Aqui
8830-->
Educação

Em busca de certificação e sonhos, 101 mil fazem o Encceja hoje em MS

25 AGO 2019 - 08h05min
CGNews

Serão aplicadas a partir das 8h deste domingo (25) as provas do Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos), que em Mato Grosso do Sul envolve 101.354 estudantes que não concluíram o Ensino Fundamental ou Médio e veem nesta a oportunidade de concluir a educação básica e sonhar com uma profissão no futuro, objetivos que muitas vezes foram suspensos em virtude de outras situações colocadas como prioritárias.

“Parei de estudar faz um ano. Fui até o segundo (ano) do Ensino Médio e parei no último porque comecei a trabalhar. Ficou muito puxado, a rotina estava muito cansativa e, aí, estacionei os estudos”, disse Stephany Aparecida, 20, que presta o Encceja na Escola Estadual Joaquim Murtinho, em Campo Grande. “Ainda bem que tem essa chance para retomar”, prosseguiu.

Stephany afirma que não pretende parar com a certificação do Ensino Médio. “Quero fazer uma faculdade, ainda estou pesquisando o curso, mas quem sabe?”. A meta é a mesma de Rafaela de Oliveira Nogueira, 20, que sonha em se formar em Enfermagem “e dar um futuro melhor para os meus filhos”, disse ela, que há três meses somou os estudos para o Encceja em sua rotina diária. “Comprei a apostila e estudei em casa. Estou preocupada mesmo é com a redação”, comentou.

As duas candidatas prestariam o Exame na Escola Estadual Lúcia Martins Coelho, e estão entre as centenas que se concentravam desde as primeiras horas da manhã em frente a escolas que sediarão os exames. Maria Rosa dos Santos, 28, saiu de madrugada de Rochedo –a 74 km de Campo Grande– com o marido, para ambos prestarem as provas na Escola Estadual Joaquim Murtinho, no Centro.

“Viemos no ônibus da prefeitura. Eu tenho de fazer as provas só de tarde porque no ano passado reprovei em duas”, disse Maria, que não conseguiu aprovação em História e Geografia em 2018 por apenas um ponto e, agora, buscará a certificação do Ensino Fundamental. “Vou ficar aqui esperando”, contou, já em frente ao Joaquim Murtinho.

“Parei de estudar faz um ano. Fui até o segundo (ano) do Ensino Médio e parei no último porque comecei a trabalhar. Ficou muito puxado, a rotina estava muito cansativa e, aí, estacionei os estudos”, disse Stephany Aparecida, 20, que presta o Encceja na Escola Estadual Joaquim Murtinho, em Campo Grande. “Ainda bem que tem essa chance para retomar”, prosseguiu.

Stephany afirma que não pretende parar com a certificação do Ensino Médio. “Quero fazer uma faculdade, ainda estou pesquisando o curso, mas quem sabe?”. A meta é a mesma de Rafaela de Oliveira Nogueira, 20, que sonha em se formar em Enfermagem “e dar um futuro melhor para os meus filhos”, disse ela, que há três meses somou os estudos para o Encceja em sua rotina diária. “Comprei a apostila e estudei em casa. Estou preocupada mesmo é com a redação”, comentou.

As duas candidatas prestariam o Exame na Escola Estadual Lúcia Martins Coelho, e estão entre as centenas que se concentravam desde as primeiras horas da manhã em frente a escolas que sediarão os exames. Maria Rosa dos Santos, 28, saiu de madrugada de Rochedo –a 74 km de Campo Grande– com o marido, para ambos prestarem as provas na Escola Estadual Joaquim Murtinho, no Centro.

“Viemos no ônibus da prefeitura. Eu tenho de fazer as provas só de tarde porque no ano passado reprovei em duas”, disse Maria, que não conseguiu aprovação em História e Geografia em 2018 por apenas um ponto e, agora, buscará a certificação do Ensino Fundamental. “Vou ficar aqui esperando”, contou, já em frente ao Joaquim Murtinho.

Já para Denise Rocha da Silva, 28, a prova também é uma tentativa de apagar os maus momentos vividos no ano passado: grávida de 8 meses, ela prestou o Encceja em um dia de chuva forte e escorregou ao subir as escadas. “Consegui fazer as provas, mas estava muito nervosa e faltaram algumas matérias”, contou ela, que tentará o diploma de Ensino Fundamental dez anos depois de ter parado de estudar.

Regras – O Encceja será realizado ao longo de todo o domingo. Pela manhã, as provas do Ensino Fundamental avaliam Ciências Naturais e Matemática e as do Ensino Médio, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. A duração é de 4 horas: os portões abrem às 7h (horário de Mato Grosso do Sul) e fecham às 7h45. A prova começa às 8h e termina às 12h.

À tarde, a prova do Ensino Fundamental avalia Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação e História e Geografia; e a do Médio envolve Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação, além de Ciências Humanas e suas Tecnologias, com duração de 5 horas.

No período da tarde os portões abrem às 13h30 (horário de Mato Grosso do Sul) e fecham às 14h15. Às 14h30 tem o início da prova com término às 19h30.

O exame mede as competências dos candidatos no currículo dos ensinos Fundamental (que tem 27.869 candidatos inscritos no Estado) e Médio (73.845), além de proporcionar certificação de escolaridade. 

 

Veja também

Mais Lidas

1
Bodoquena

Nota de falecimento de Ricardo Flores, assessor da Câmara de Bodoquena

2
Bodoquena

Sepultamento de Ricardo Flores será às 17h30 no Cemitério Municipal de Bodoquena

3
Policial

Jovem é ofendida no local de trabalho e denuncia injúria

4
Aquidauana

Caminhão bate em pedra e deixa mulher presa nas ferragens em Aquidauana

Vídeos

Celebração de casamento é marcada por cerimônia tradicional de cultura africana

Mulheres tentam entrar em presídio de Dois Irmãos do Buriti com celulares dentro de TVs

Com dedicação e disciplina, Marcos Henrique conquista 1º contrato profissional

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min18 max33

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
min18 max33

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,23m
Miranda
1,84m
Paraguai
2,80m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Quero...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: O QUE TEMOS A COMEMORAR EM MAIS ...

José Pedro Frazão

A última batalha do Analista de Taunay

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Telefones Úteis

Receita Federal

Rua Luis da Costa Gomes, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2640/1383
Escolas Municipais

Escola Municipal Indígena Pólo General Rondon

, Distrito de Taunay - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Médicos

Pedro O. de Medeiros - Otorrinolaringologista

Rua Marechal Mallet, 885 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3977
Ver Mais
508110598