A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
23 de Setembro de 2017
Anuncie Aqui
8504
Educação

Projeto busca ressocialização por meio da leitura entre internos de presídios no MS

Durante as oficinas, além da leitura de obras pré-definidas, os reeducandos participantes aprenderão a escrever resenhas e terão que desenvolvê-las sobre os livros lidos

9 JUL 2017 - 08h17min
Agepen

Um projeto de estímulo à leitura em prisões deverá ser desenvolvido em parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Pela proposta, alunos dos cursos de Psicologia e Letras da UFMS, por meio de projeto de extensão e sob orientação de um professor, irão ministrar oficinas de leitura a custodiados.

Durante as oficinas, além da leitura de obras pré-definidas, os reeducandos participantes aprenderão a escrever resenhas e terão que desenvolvê-las sobre os livros lidos. Além de estimular o gosto pelo “mundo dos livros”, a iniciativa busca atender a determinações do Conselho Nacional de Justiça (CJN) para a concessão de remição de pena pela leitura, que estabelece que o interno pode ler um livro ao mês, num total de 12 livros por ano, devendo produzir uma resenha que será avaliada por uma comissão própria. Com isso, a leitura poderá render até 48 dias de diminuição na pena.

Uma reunião sobre o assunto foi realizada esta semana na Sede da Agepen, com a participação do diretor-presidente da instituição, Aud Chaves, e da coordenadora do programa de Pós-Graduação em Educação da UFMS, Beatriz Rosálio Gomes Xavier Flandoli. Também participaram do encontro a diretora de Assistência Penitenciária, Marinês Savoia (em substituição legal); a chefe da Divisão de Educação da Agepen, Rita Argolo; os agentes penitenciários Cleiton Barcelos e Eli Narciso, que desenvolvem pesquisas sobre educação prisional; e a pedagoga e pesquisadora da área, Geisilane de Oliveira Maciel José.

De acordo com a chefe da Divisão de Educação da Agepen, a UFMS está em busca de recursos para desenvolvimento da ação. A previsão é que os trabalhos iniciem no final deste ano.

 Leitura no Cárcere

 Outra proposta que está em estudo, por meio de parceria entre a Agepen e a UFMS, é a realização de oficinas de leitura e de produção de resenha crítica, mas com o foco também em análises sobre quais as origens da conduta delituosa, e de que forma poderão transformar suas histórias de vida.

Para o “Leitura no Cárcere”, a Agepen recebeu a doação de 480 obras, por meio dos pesquisadores da UFMS, da Editora Giostri, que já foram entregues e distribuídas ao Instituto Penal de Campo Grande e ao presídio feminino de Corumbá, onde o projeto será desenvolvido. A expectativa é que, no total, sejam 1200 livros doados. Além das oficinas de leitura, a iniciativa também prevê a realização de oficinas de fotografia para os custodiados.

O trabalho acontecerá com a coordenação da UFMS, por meio de cursos de extensão, com a produção de textos pelos reeducandos. Ao fim do projeto, os participantes reescreverão a sua trajetória, proporcionando um final diferente e melhor.

“A intencao é que, se produzirem textos interessantes, a editora  publique um livro com os as histórias”, explica a chefe da Divisão de Educação da Agepen.

A previsão é que o “Leitura no Cárcere” tenha duração de cinco anos. No entanto, não está definida a data de início do projeto, pois a UFMS ainda está verificando a disponibilização de recursos.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Ponte Velha passa a fazer jus ao nome e vira desafio para quem passa a pé ou de moto

2
Anastácio

Van é flagrada trafegando a 152Km/h por radar da PRF em Anastácio

3
Geral

MS inaugura primeiro frigorífico legal de jacaré

4
Aquidauana

Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece uma vaga de emprego para hoje

Vídeos

Ponte Velha passa a fazer jus ao nome e vira desafio para quem passa a pé ou de moto

Acidente na BR 262 próximo ao trevo de Dois Irmãos do Buriti

Entrevista Comandante Tito Lívio - Aeroclube de Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,38m
Miranda
2,10m
Paraguai
3,39m

Colunas e Blogs

Pedro Puttini Mendes

Reflexos da Reforma Trabalhista no Meio Rural

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

DEPOIS.....

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: E AGORA, ARNALDO?

Ver Mais Colunas
498110602