A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
11 de Dezembro de 2017
Anuncie Aqui
8492
Geral

Aquidauana: contas de energia caem mais de 50%

18 JUL 2007 - 14h05min
redação

As contas de energia elétrica dos consumidores dos 73 municípios de Mato Grosso do Sul atendidos pela Enersul reduziram em média entre 20% e 40% desde que a Assembléia Legislativa instaurou a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a empresa. A informação é do superintendente do Procon/MS, Wiliam Brito, e do relator da comissão, deputado Marquinhos Trad (PMDB).


Alguns consumidores aquidauanenses também puderam perceber uma vísivel queda no valor das contas de energia na última fatura emitida pela Enersul. Muito além da média estadual de queda de 40%, os proprietários de algumas residências se surpreenderam com suas contas. Um morador do bairro Alto, que prefere não se identificar, viu a conta de energia baixar de R$ 500,00 para R$ 70,00 no mês de julho. "Agora sim acredito que estou pagando o justo pelo meu uso", ressaltou o morador.


Este reparo comunitário das contas de energia torna-se um alívio principalmente para os assalariados, que com certeza aguardam anciosos, bem como toda a população a finalização e o resultado da investigação da CPI da Enersul.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Grupo bebe engradado de cerveja em lanchonete do Bairro Alto e foge sem pagar

2
Aquidauana

Jovem é esfaqueado nas costas no Parque de Exposições

3
Aquidauana

Idoso paga R$ 10 por programa e acusa mulher de furto no Guanandy

4
Policial

Tenentes da Marinha são presos levando armas e mais de 1000 munições para RJ

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
5,20m
Miranda
7,31m
Paraguai
1,82m

Colunas e Blogs

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: HISTÓRIAS FEITAS DE GENTES E D...

Valdemir Gomes

Re...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Estudo de caso

Ver Mais Colunas
498110516