A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
23 de Janeiro de 2018
Anuncie Aqui
8498
Geral

Campo Grande adere à onda de protestos e fará ato contra escândalos na saúde

O foco da mobilização será o desvio de recursos públicos no tratamento do câncer

17 JUN 2013 - 06h01min
redação
Mesmo embaixo de chuva, cerca de 250 pessoas foram neste domingo (16) ao Parque das Nações Indígenas para marcar a adesão de Campo Grande à onda de protestos que atinge as capitais brasileiras. A capital sul-mato-grossense já tem data marcada para ir às ruas. Após os debates, o grupo marcou para o dia 20 ato contra escândalos na saúde. 
 
A data não foi escolhida à toa, no mesmo dia inicia o movimento ?Dia do Basta?, onde Campo Grande e outras cidades do País farão protestos em três dias consecutivos (20, 21 e 22) de protestos para parar o trânsito a fim de chamar a atenção das autoridades em diversos problemas e escândalos que acontecem pelo Brasil.
 
Em Campo Grande o foco da mobilização será o desvio de recursos públicos no tratamento do câncer nos hospitais Universitário e do Câncer. Antes de definir a saúde pública como pauta da manifestação também foi discutido outros assuntos como corrupção, PEC 37, representação do legislativo, executivo e outros.
 
Os movimentos usam as redes sociais para divulgar as ações e atrair apoiadores. Neste domingo, a maioria do público era de jovens e profissionais liberais. Gisela Fernandes, 51 anos, levou a filha de 17 anos, e se surpreendeu com a iniciativa.
 
?É a primeira vez que vejo isso em Campo Grande, isso que passei pelas Diretas Já?, comentou. Para ela, é preciso ?acabar com a corrupção e com briga entre a Câmara e o Executivo?. ?Isso não acrescenta em nada para o povo de Campo Grande?, disse, fazendo menção à crise entre o prefeito Alcides Bernal (PP) e os vereadores.
 
O estudante Edgar Palharia, de 17 anos, também aprovou a mobilização e disse que ?é necessário ir às ruas para discutir um futuro melhor?. Também estudante, André Luis, de 18 anos, comentou que ?todo o sistema tem um erro e temos que apontar a causa para resolver os problemas?.
 
No próximo dia 20, os manifestantes pretender se encontrar novamente, a partir das 17 horas, na praça Ary Coelho e depois na rua Rui Barbosa, esquina com avenida Afonso Pena, seguir até a Maracaju e voltar pela Rua 13 de Maio até a Ary Coelho no protesto contra o desvio de verba na saúde.
 
A onda de manifestações começou em São Paulo, Rio de Janeiro e Natal (RN) contra o aumento da tarifa no transporte coletivo. Houve confronto com a polícia e novos atos foram realizados, mais violentos e que acabaram tendo repercussão internacional.

(Com informações do site Midiamax)

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Motorista perde controle da direção de caminhão da Funada e provoca acidente

2
Aquidauana

Jovem denuncia padrasto por abuso sexual

3
Policial

Morador de rua é esfaqueado por "amigos" durante bebedeira

4
Anastácio

Com paralisia cerebral, jovem estudante de Anastácio se destaca na redação do Enem

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
5,18m
Miranda
7,00m
Paraguai
2,96m

Colunas e Blogs

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: TEMPO DE ESPERA, TEMPO DE ESPERA...

Manoel Afonso

Tio comunista não apoiou sobrinho tucano

Valdemir Gomes

Busque...

Ver Mais Colunas
498110469