A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
20 de Outubro de 2017
Anuncie Aqui
8494
Geral

Construção de cinco pontes em Iguatemi tem garantia de investimento de R$ 3,2 milhões

Das quatro passagens entregues, a primeira fica sobre o córrego 1º de Julho

12 AGO 2017 - 08h24min
Redação

A quinta semana da série especial de reportagens sobre a construção de pontes de concreto em Mato Grosso do Sul inicia com informações sobre Iguatemi. Com recursos de R$ 3,2 milhões, o Governo do Estado e a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil entregaram quatro pontes de concreto armado para o município e constroem a quinta travessia que está 39% concluída.

Das quatro passagens entregues, a primeira fica sobre o córrego 1º de Julho – trecho São Paulo. Ao custo de R$ 709,7 mil, a estrutura tem 14 metros de comprimento por seis de largura. A segunda ponte está sobre o córrego Floripa – trecho Cuê. A obra custou R$ 706,9 mil e possui estrutura de 12 metros de extensão por seis de largura.

A terceira ponte entregue pelo Governo está localizada no assentamento Nossa Senhora Auxiliadora, sobre o córrego Jaguarão. A travessia possui 19 metros de distância por seis de largura e saiu por R$ 709,7 mil aos cofres estaduais. Já a quarta ponte concluída custou R$ 492,7 mil e fica sobre o córrego Régis – trecho Cuê, com 12 metros de comprimento por seis de largura.

Obra em execução

Uma travessia está em construção e outras quatro já foram entregues.
A quinta ponte do Governo em Iguatemi está em construção, com 39% de conclusão. Localizada sobre o córrego 1º de Julho – trecho Guaíba, a ponte terá 12 metros de comprimento por seis de largura depois de concluída. Para o governador Reinaldo Azambuja, as construções objetivam o desenvolvimento e o progresso da região. “Pontes são alternativas de transporte e produção”, afirma o gestor. Segundo ele, o Estado prevê investir mais de R$ 104 milhões em 90 pontes de concreto em 39 municípios de Mato Grosso do Sul.

“Dessas 90 pontes, 31 já entregamos, 21 estão em execução e outras 38 passam por processo de licitação. Vamos totalizar o maior número de pontes de concreto já construídas em Mato Grosso do Sul. Isso significa desenvolvimento, progresso e, principalmente, integração entre nossos municípios”, pontuou o governador.

Regiões

As pontes pensadas pelo Governo do Estado para promover a integração dos municípios vão atender várias regiões do Estado. Na região de Campo Grande será beneficiado o municípios de Dois Irmãos do Buriti. Na Grande Dourados são contemplados Caarapó, Deodápolis, Glória de Dourados, Jateí, Maracaju e Rio Brilhante. No Bolsão são beneficiados Cassilândia, Chapadão do Sul, Paraíso das Águas e Paranaíba. Na região do Cone Sul, estão relacionados Eldorado, Iguatemi, Japorã, Juti e Naviraí.

Na região do Pantanal, os municípios irmãos Anastácio e Aquidauana são contemplados. Na região Leste as pontes de concreto chegam a Batayporã, Ivinhema e Novo Horizonte do Sul. Já na Norte Camapuã, Costa Rica, Rio Negro e Rio Verde de Mato Grosso são atendidos. Na região Sudoeste são contemplados os municípios de Bela Vista, Bodoquena, Guia Lopes da Laguna, Jardim e Nioaque. E, na região Sul Fronteira são Amambai, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Laguna Carapã, Paranhos, Ponta Porã, Sete Quedas e Tacuru.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Funcionários da JBS de Anastácio protestam após paralisação de frigorífico

2
Aquidauana

Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece 12 vagas de emprego nesta quinta-feira

3
Economia

Prefeitura de Guia Lopes da Laguna, MS, abre concurso para 99 vagas

4
Geral

Jovem tenta se refrescar no Rio Paraná e morre afogado

Vídeos

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Fiações rompidas são recuperadas e motoristas ‘fora do padrão’ podem ser responsabilizados

Moradores de Anastácio flagram óleo descendo para Rio Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,87m
Miranda
2,28m
Paraguai
2,41m

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Oswaldão e o horário de Verão!

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Viajar só faz bem...

Pedro Puttini Mendes

Aquidauana: "meio" ambiente ou um ambiente inteiro?

Ver Mais Colunas
498110488