A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
17 de dezembro de 2018
Anuncie Aqui
8504
Geral

Curso auxilia produtor a gerenciar piscicultura

23 AGO 2007 - 07h31min
assessoria de comunicação

Mercado promissor, mas custo elevado, é desta forma que os muitos técnicos se referem à piscicultura. Pensando nisso e visando auxiliar o produtor que deseja investir na atividade ou incrementar suas ações, é que o curso "Gerenciamento da piscicultura", será ministrado, nos dias 29 e 30 de agosto, dentro da programação do I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e do 1º Encontro de Piscicultores de Mato Grosso do Sul, que acontece na sede da Embrapa, em Dourados-MS.


Segundo informações da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca da Presidência da República (Seap-PR) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Brasil tem um imenso potencial para desenvolver a aqüicultura. São 8.400 km de costa marítima e 5.500.000 hectares de reservatórios de águas doces que produziram, em 2005, cerca de 1,09 milhão de toneladas de pescado. A região Nordeste lidera o ranking com 321,8 mil toneladas; seguida de Norte e Sul, com 245,2 e 236,5 mil toneladas, respectivamente. Os dados são uma somatória da pesca extrativa industrial e artesanal e da aqüicultura marinha e continental.


Mas, apesar do mercado de pescado estar em evolução e contar a com falta de produtos para a comercialização, "o produtor precisa entender como é o negócio da piscicultura. Seus custos, trabalhos, capacitação, mercado, insumos e tudo mais que a envolve. Hoje, o piscicultor é independente do frigorífico, ele arca sozinho com os custos e vende para o melhor mercado que conseguir, como pesque-pague, frigorífico e feira livre. Porém, isso exige mais dele", pondera João Campos, agrônomo, especialista em aqüicultura, ministrante do curso de gerenciamento.


De um modo geral, a primeira e maior dificuldade que o produtor encontrará é ter o recurso financeiro adequado para construir a piscicultura e mantê-la em funcionamento no primeiro ano. "O capital exigido é relativamente alto, inclusive para o primeiro ano. Para conseguir um financiamento é importante que o piscicultor tenha uma proposta definida e coerente, isso facilita na negociação", aconselha João Campos.


Durante o curso, o especialista em aqüicultura vai enfatizar que o produtor antes de investir na atividade precisa realizar um levantamento minucioso da área que possui, com informações sobre solo, água, escoamento, topografia e demais itens. "Para fazer uma piscicultura bem feita, o projeto precisa estar bem elaborado e executado, com o auxílio de técnicos, caso seja necessário", pondera.


"Um bom gerenciamento permite que o produtor tenha a noção exata do quanto está gastando e ganhado. Ele precisa aliar ação com aprendizado e conhecer todos os parâmetros envolvidos na piscicultura. Com uma visão geral da atividade, o produtor passa a ter mais ferramentas para identificar os problemas", afirma o especialista em aqüicultura. Para isso, João Campos vai mostrar aos participantes como trabalhar com eficiência as fichas de controles e as planilhas de custos.


O curso "Gerenciamento de Piscicultura" tem a carga horária de oito horas, das 14 às 18 horas, e o valor da inscrição varia entre R$ 30 reais (inscritos) e R$ 50 reais (público externo).


Congresso - o I Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e o 1º Encontro de Piscicultores de Mato Grosso do Sul são promovidos pela Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca da Presidência da República (SEAP/PR), Sociedade Brasileira de Aqüicultura e Biologia Aquática (Aquabio) e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com realização da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados) e Embrapa Pantanal (Corumbá).


As parcerias ficam por conta do Ministério do Meio Ambiente, Superintendência Federal de Agricultura, governo do Estado de Mato Grosso do Sul, prefeitura municipal de Dourados, Câmara Setorial de Piscicultura/MS, Itaipu Nacional, Agraer, Sebrae, CNPq, UFGD, UEMS, Uniderp, Unigran, Mar e Terra, Douramix, MS Peixe e demais instituições de apoio.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Raio queima transformador da Sanesul e Aquidauana fica sem água até 20h deste domingo

2
Aquidauana

Motorista embriagado freia bruscamente após sinal da Polícia e quase causa acidente

3
Aquidauana

Homem ameaça esfaquear ex-companheira em bar do Nova Aquidauana

4
Aquidauana

Sanesul realiza troca de transformador e abastecimento será gradativo

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Mais...

Manoel Afonso

MDB sobreviverá sem Puccinelli?

Alessandro Arruda

As leis e nossa incapacidade de produzi-las

Ver Mais Colunas
498110810