A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
28 de Maio de 2017
Anuncie Aqui
8461
Geral

Dia Nacional de Doação de Leite Materno: um pote sustenta até dez recém-nascidos

19 MAI 2017 - 13h31min
Agencia Brasil

No Dia Nacional de Doação de Leite Materno, lembrado hoje (19), o Ministério da Saúde reforçou, por meio das redes sociais, que o ato pode salvar vidas, uma vez que cada 300 mililitros (mL) do alimento sustentam, em média, dez recém-nascidos.

Na última terça-feira (16), a pasta, em parceria com a Rede Global de Bancos de Leite Humano, lançou a Campanha Doe Leite Materno. O objetivo é conscientizar a sociedade sobre a importância da doação, além de incentivar a prática entre mães que amamentam.

A amamentação, segundo o ministério, é o principal fator de redução da mortalidade na infância. A campanha prevê o aumento do número de novas doadoras voluntárias e também do volume de leite coletado e distribuído a recém-nascidos prematuros e de baixo peso internados em todo o país.

Bancos de leite

Ainda de acordo com a pasta, o Brasil possui a maior rede de bancos de leite do mundo – 221 unidades em todos os estados, além de 186 postos de coleta. O alimento passa por controle de qualidade antes de ser distribuído e é fornecido de acordo com as necessidades de cada criança.

Dados do ministério indicam que, no Brasil, nascem cerca de 3 milhões de bebês por ano, sendo 332 mil prematuros ou com baixo peso (menor de 2,5 quilos). O recém-nascido, nesses casos, tem melhor chance de sobrevivência e recuperação quando a alimentação com leite humano é ofertada.

Baixo número de doações

A própria pasta admite que, apesar da mobilização, o número de doações no país ainda é baixo em relação à demanda. Atualmente, a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano consegue suprir em torno de 60% da demanda para recém-nascidos internados em unidades de terapia intensiva.

“Isso significa que cerca de 40% dos bebês internados que precisam não podem contar com o leite humano na sua alimentação. Por isso, o Ministério da Saúde, em parceria com a rede, realiza todos os anos uma campanha para estimular quem amamenta a adotar a prática”, informou.

Como doar

Toda mulher que amamenta é considerada uma possível doadora de leite humano – basta estar saudável e não tomar nenhum medicamento que interfira no processo. Quem estiver amamentado e quiser doar deve procurar o banco de leite mais próximo ou ligar para o Disque Saúde 136.

De acordo com o ministério, não existe quantidade mínima para fazer a doação. Já que um pote de 300 mL de leite humano pode alimentar até dez recém-nascidos internados, a mulher não precisa se preocupar em encher o pote para fazer a doação.

Antes da coleta, a orientação é que a doadora faça a higiene pessoal, cobrindo os cabelos com lenço ou touca, usando pano ou máscara sobre o nariz e a boca, lavando bem as mãos e os braços (até o cotovelo) com bastante água e sabão.

A doadora deve lavar as mamas apenas com água e, em seguida, secar com toalha limpa. O leite deve ser coletado em local limpo e tranquilo guardado em vidros com tampas de plástico de qualquer tamanho, devidamente esterilizados. O leite pode permanecer no freezer ou congelador da geladeira por até dez dias.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Detento do semi-aberto causa confusão em estabelecimento penal de Aquidauana

2
Aquidauana

Corpo de Bombeiros deve ser acionado pelo "190" em Aquidauana

3
Aquidauana

Gerências municipais preparam projeto para “rede” de ciclovias

4
Geral

Jovem é presa com mais de 13 kg de maconha em durante viagem de van

Vídeos

Alimentos feito com polpa de bocaiúva

Reforma sede da Rotai

Blitz educatica frente ao Exercito

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
4,73m
Miranda
6,59m
Paraguai
4,04m

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Boi boi boi

Valdemir Gomes

Ufa!

Rosildo Barcellos

Amor em Preto e Branco

Ver Mais Colunas
481710634