A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
22 de outubro de 2018
Anuncie Aqui
8498
Geral

Doação da Receita Federal garante cobertores para 45 unidades prisionais do Estado

3 MAI 2013 - 11h20min
Notícias MS
A Receita Federal entregou na tarde desta quinta-feira (2) à Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) 12 toneladas de mantas e seis toneladas de toalhas, destinadas ao sistema prisional do Estado. As mercadorias, oriundas do crime de descaminho, foram apreendidas pelo órgão fiscalizador no ano passado, e irão beneficiar cerca de 12 mil internos que cumprem pena nas 45 unidades prisionais administradas pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), em Mato Grosso do Sul.
 
De acordo com a Receita Federal, toda mercadoria apreendida tem alguns tipos de destinações, sendo que algumas destas possíveis legalmente, como a doação, sempre precedida de processo administrativo de perdimento. Para o delegado da Receita, Flávio de Barros Cunha é uma satisfação fazer uma doação dessa natureza, com o objetivo definido. ?Nesse caso, nós identificamos a necessidade do sistema prisional. Tínhamos a disponibilidade de mantas e toalhas, e oferecemos em forma de doação ao Estado?, disse.
 
Presente no ato de entrega, o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, destacou a relevância da doação, ressaltando a economia que trará para o Estado. ?É uma material que o Estado não precisará adquirir. Atualmente abrigamos no sistema prisional cerca de 12 mil presos e os cobertores serão destinados a todos eles, atendendo com tranquilidade todas as 45 unidades", enfatizou o secretário.
 
O diretor presidente da Agepen, Deusdete Oiliveira, ressalta que a doação é bem-vinda, considerando a grande rotatividade de pessoas no sistema, e informando que em 2012 passaram pelas unidades, em todo Mato Grosso do Sul, cerca de 16,5 mil internos.
 
?A doação vai ajudar a amenizar algumas dificuldades que enfrentamos em prover itens básicos, como cobertores. Muitos custodiados são oriundos de outros Estados, e por falta de familiares e amigos são carentes de roupas e objetos pessoais. Questões que muitas vezes, o Estado não consegue suprir?, concluiu o presidente da Agepen.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Jovem de 20 anos é preso depois de empinar moto em Anastácio

2
Aquidauana

Ladrão invade casa e leva várias roupas, mesa, sabão em pó e botijão de gás

3
Aquidauana

Inscrições para cursos técnicos integrados gratuitos com 160 vagas em Aquidauana

4
Policial

Furto de cobre motivou tiroteio que terminou com PM morto no Indubrasil

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,96m
Miranda
5,66m
Aquidauana
2,93m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Numa...

Robinson L Araujo

INDEPENDENTE DA SITUAÇÃO VIVIDA, ELE NOS ABRAÇOU!

Chico Castro

E AGORA JOSÉ?

Ver Mais Colunas
498110572