A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
19 de maio de 2019
Anuncie Aqui
9084
Geral

Em Campo Grande, manifestação contra a corrupção leva cerca de 60 mil às ruas

Não houve atrito ou disparos de balas de borracha durante a manifestação

21 JUN 2013 - 06h45min
redação
O desejo de mudança, de ver um país melhor, sem corrupção, sem impunidade levou aproximadamente 60 mil pessoas às ruas de Campo Grande em um protesto histórico nesta quinta-feira (20). A população tomou a avenida Afonso Pena, cartão postal da Capital, para mostrar a indignação contra as denúncias de fraudes e corrupção no tratamento do hospital do câncer, a gastança do dinheiro público e para pedir um basta na impunidade de políticos.
 
Os organizadores chegaram a falar em 100 mil pessoas. A Polícia Militar foi mais tímida e estimou o público em aproximadamente 35 mil manifestantes. Informação extra oficial da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) estimou 60 mil pessoas.
 
?Fui para mostrar minha indignação com a corrupção e com a falta de vergonha na cara dos políticos?, afirmou o gerente de marketing Humberto Moretto, 29 anos, que foi com um grupo de amigos na manifestação. ?Era para parar Campo Grande?, frisou o jovem.
 
O campo-grandense aproveitou o I Ato Público em Campo Grande para soltar o grito de revolta que estava preso na garganta: ?chega de roubalheira?,  ?basta?, ecoaram pela marcha.
 
?Tem tanta gente passando fome e vereador gasta R$ 80 mil com café da manhã?, revoltou-se a acadêmica de Fisioterapia, Andressa da Silva, 18 anos.
 
?Vim mostrar minha indignação com tanta corrupção e falta de espaço para a gente trabalhar?, argumentou o artesão Lionel Ribeiro de Lara, 27 anos, que reclama da falta de local para expor seu trabalho em ruas ou em praças públicas. Ele levou uma placa contra a PEC 37, a proposta que tira o poder do Ministério Público. ?Vai facilitar a impunidade?, justificou o jovem.
 
A manifestação teve a atuação da Polícia Militar, Agetran e Guarda Municipal. Apesar da provocação dos manifestantes, não houve atrito ou disparos de balas de borracha. 
 
Contudo, o ato terminou com a ação de um pequeno grupo de vândalos, adolescentes e jovens, que promoveram quebra-quebra e depredações de lojas, bancas de revistas, agências bancárias e outros locais no centro. Três ônibus do transporte coletivo foram os.
 
Policiais militares ocuparam as ruas centrais após os protestos e colocaram fim aos atos de vandalismo.
 
(Matéria do site Midiamax, com edição)
 
 
 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Polícia recupera bicicleta furtada há 11 anos e “dono” é preso por receptação

2
Aquidauana

Em menos de 4 horas, dois com mandado de prisão são capturados pela polícia

3
Policial

Bebê cai em buraco, sofre parada respiratória e morre em ambulância

4
Policial

Idoso é multado em R$ 15 mil por degradas área ambiental em Maracaju

Vídeos

Portal Atacado • Anastácio MS | Especial Dia das Mães

Colisão ocorreu no cruzamento da Rua Américo de Sousa com a Travessa Ragalzi

Indígenas fazem paralisação contra ‘marco temporal’ e reivindicam melhorias

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min18 max32

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min18 max32

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,62m
Miranda
6,28m
Paraguai
5,89m

Colunas e Blogs

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: A EDUCAÇÃO BÁSICA – QUEM SE...

Valdemir Gomes

Para...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Quer queira ou não, a Educação ensina....

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Telefones Úteis

Exercito Brasileiro - 9º Batalhão de Engenharia e Combate - 9º BEComb

Rua Duque de Caxias, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 1600
Bancos

Banco do Brasil

Rua Manoel Antônio Paes de Barros, 535 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 - 3606 / 3 www,bb,com.br
Veículos

Centro Automotivo Globo

Rua Theodoro Rondon, 347 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4357
Ver Mais
508110570