A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
24 de maio de 2018
Anuncie Aqui
8496
Geral

Governo Federal garantiu moradias para índios

1 AGO 2007 - 15h48min
assessoria de comunicação

Lançado em 2005, o Programa de Subsídio Habitacional do Governo Federal para a Reserva Indígena de Dourados já entregou 400 moradias em alvenaria nas aldeias Jaguapiru e Bororó e está construindo mais 200 casas, que devem ser concluídas até o final do ano.


O prefeito Laerte Tetila lembrou que o programa habitacional na Reserva Indígena de Dourados foi pioneiro no País e serviu de modelo para outras reservas no Brasil. O programa foi implantado pelo presidente Lula, que atendeu às necessidades das famílias indígenas brasileiras. As primeiras 400 casas construídas nas duas aldeias foram edificadas em alvenaria, com 34 metros quadrados, dois quartos, sala e cozinha, banheiro, portas de ferro e forradas no teto, com investimentos de R$ 5,2 milhões, que contou com contrapartida da Prefeitura de Dourados na execução das obras.


A segunda etapa, com 200 moradias, está recebendo investimentos de R$ 1,8 milhão, também com a mesma medida e banheiro, totalizando 600 famílias beneficiadas com moradia digna e gratuita, cujos recursos foram liberados pelo Ministério das Cidades, por determinação do presidente Lula.


O prefeito Laerte Tetila explica que o projeto encaminhado ao Governo Federal prevê a construção de 1.000 casas, o que complementaria a necessidade das famílias indígenas que residiam e ainda moram em barracos, ou de lona, ou casas de sapé e chão batido.


Nas aldeias Jaguapiru, Bororó e Panambizinho, um levantamento identificou a necessidade de construção de pelo menos 950 moradias, das 2.991 identificadas nas três aldeias douradenses. Na Reserva Indígena de Dourados residem atualmente 11,5 mil índios em uma área de 3,5 mil hectares.


OUTROS INVESTIMENTOS
Além das novas moradias, o Governo Federal também implantou na Reserva Indígena de Dourados rede de água potável de mais de 80 quilômetros de extensão; rede de energia elétrica pelo programa Luz Para Todos e incentivos à agricultura familiar indígena.
agência de comunicação popular

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

Caminhoneiros de Aquidauana e Anastácio se juntam ao protesto nacional e fecham BR-262

2
Policial

Mulher coloca fogo na própria casa e vizinhança, em pânico, aciona o Corpo de Bombeiros

3
Policial

Jovem é vítima de racismo no Centro de Anastácio

4
Aquidauana

Nota de falecimento de Léa Therezinha Souza de Moraes

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
5,14m
Miranda
4,99m
Aquidauana
3,69m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

No...

Pedro Puttini Mendes

Código Florestal e Cadastro Ambiental Rural: E agora?

Robinson L Araujo

A QUAL JESUS EU QUERO SERVIR E ANUNCIAR?

Ver Mais Colunas
498110604