A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de novembro de 2018
Anuncie Aqui
8500
Geral

Juízes de MS terão acesso on-line a cadastros da Receita

3 AGO 2007 - 09h26min
ms notícias

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) aderiu ao convênio celebrado entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Receita Federal do Brasil, a fim de que os magistrados sul-mato-grossenses também possam ter acesso, on-line, aos cadastros de contribuintes.


O sistema utilizado pelos integrantes do convênio é o INFOJUD e por meio dele os juízes poderão obter, por exemplo, em questão de minutos, os dados das declarações de imposto de renda das pessoas físicas e jurídicas cadastradas nos órgãos da Receita.


Para o Juiz Auxiliar da Presidência do TJMS, Dr. Vladimir Abreu da Silva, a previsão é de que a nova sistemática já esteja em operação no Estado, e disponível aos juízes de todas as instâncias, até a primeira quinzena de setembro. "Faltam apenas o repasse de alguns dados técnicos à Receita Federal, o cadastramento dos juízes e a regulamentação do tema pela Corregedoria-Geral de Justiça do Tribunal", informa o magistrado.


Mas, observa Dr. Vladimir, é fundamental ter em mente que tal procedimento não implicará quebra de sigilo fiscal de nenhum contribuinte. A medida é lícita e tem fundamento legal, como atesta o artigo 198, Inciso I, do Código Tributário Nacional, que resguarda os direitos do contribuinte, ao proibir que as informações acerca de sua situação econômica ou financeira sejam divulgadas. Mas admite, como exceção à regra contida no referido artigo, o repasse de tais informações sempre que houver "requisição de autoridade judiciária no interesse da justiça", situação que está prevista pelo convênio, ao qual o TJMS aderiu.


"Não haverá quebra de sigilo fiscal, o qual será preservado. Haverá, sim, o acesso aos dados da Receita Federal por parte dos magistrados, conforme já previsto em lei", garante Dr. Vladimir, que ainda enfatiza a celeridade processual e a redução de custos como as principais vantagens do convênio. Até o momento, a parte interessada em localizar os bens do devedor deve diligenciar em todos os cartórios em que se registram imóveis, ao Detran, entre outros. A partir da implantação do sistema, bastará encaminhar uma petição ao juiz, que poderá solicitar e obter as mesmas informações à Receita Federal em poucos minutos.

Veja também

Mais Lidas

1
Nota de Falecimento

Faleceu a professora Soila Correa Azambuja

2
Policial

Empresário é executado ao estacionar caminhonete na garagem de casa; filho também é baleado

3
Policial

Colisão frontal entre carro e carreta mata vereador de Eldorado

4
Policial

“Arquivo vivo”, advogada executada na fronteira ameaçava autoridades

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,59m
Miranda
6,13m
Aquidauana
3,76m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

E...

Robinson L Araujo

O FIM ESTÁ PRÓXIMO! AS EVIDÊNCIAS COMPROVAM

Manoel Afonso

O eleitor quer reciprocidade dos eleitos

Ver Mais Colunas
498110594