A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
21 de agosto de 2019
Anuncie Aqui
8826-->
Dia das Mães

Mãe de prematura diz que pelos filhos nada é sacrifício, tudo se resume em amor

12 MAI 2019 - 10h55min
Assessoria

Em comemoração ao Dia das Mães o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) conta a história de Juliane Vitória da Silva Nobres de França, uma pequena guerreira, nascida com 835 gramas e 26 semanas gestacionais.

Essa história começa em meados de 2008, quando a professora Priscila da Silva conheceu o grande amor de sua vida, o auxiliar de cargas, Julio Nobres de França. Após um período curto de relacionamento, decidiram morar juntos e sempre tiveram a vontade de construir uma família. Então, dois anos depois veio o primeiro fruto desse amor, Julierme.

Julierme derreteu o coração de sua mãe ao pedir um irmão: “Mamãe, a senhora tem irmãos, meu pai tem, até a minha vó tem ,menos eu”. Diante desse apelo, repleto de argumentos convincentes, Priscila e o esposo decidiram planejar mais um filho.

Julierme participava ativamente de todas as consultas e exames. Durante uma ultrassonografia que mostraria o sexo do bebê, o menino não teve a surpresa que esperava, descobriu que sua mãe estava esperando uma menina. Segundo Priscila, foi preciso conversar muito com o filho. A mãe sempre incentivou o lado protetor do primogênito, que hoje tem 8 anos. “Conversamos bastante e eu disse que ele cuidaria dela, que brincariam juntos, então ele aceitou bem a função de protetor”, contou Priscila.

Apesar do pré natal regular, não foi possível diagnosticar que Priscila tinha baixa placenta. O problema só apareceu quando a mãe passou mal e apresentou sangramento. Priscila buscou atendimento no HRMS ,onde foi completamente assistida e internada.  Juliane nasceu com 26 semanas e hoje está evoluindo bem na UTI Neonatal do Hospital Regional. O bebê alimenta com o leite materno, que é retirado de Priscila no banco de leite do HR.

Atualmente, a menina pesa 1,4 kg e para iniciar a amamentação tradicional ela precisa alcançar os 1,5 kg. Já para ter alta, Juliane precisa estar com 2kg. “Desde que cheguei aqui no HR fui muito bem atendida, planejamos nossa filha e queríamos que tudo desse certo.  Confiamos em Deus e nas mãos da equipe daqui. Hoje a Juliane está bem, se desenvolvendo mais a cada dia. A expectativa é ganhar alta no próximo mês, mas fico com ela o tempo que for preciso. O amor de mãe é o maior do mundo, e pelos nossos filhos nada é sacrifício, tudo se resume em amor”, concluiu Priscila.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Nota de Falecimento

Jorge Kuzano morre após ser atropelado por caminhonete em Piraputanga

2
Aquidauana

Homem se engasga com laranja em casa e morre a caminho de Hospital

3
Nota de Falecimento

Jorge Kuzano morre após ser atropelado por caminhonete em Piraputanga

4
Nota de Falecimento

Jorge Kuzano morre após ser atropelado por caminhonete em Piraputanga

Vídeos

Wild Camp reúne apaixonados por Kombi neste fim de semana em Camisão

Wild Camp reúne apaixonados por Kombi neste fim de semana em Camisão

Gaeco apreende 26 armas, munições e documentos que já estão na Delegacia de Aquidauana

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min17 max32

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min17 max32

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,24m
Miranda
2,21m
Paraguai
3,58m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Quando...

Raquel Anderson

Aquidauana

Fausto Matogrosso

ATÉ QUANDO?

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Médicos

Sandra M. A. Zurutuza - Pediatra

Manoel Antonio Paes de Barros, 606 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3783
Telefones Úteis

Polícia Militar Ambiental - 4º PelPMA

Rua Candido Mariano, 420 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3675/3241-
Supermercados

Supermercado União

Carlos F. Bandeira 12 Qdr. 15, conj. Ovídio Costa I - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3622
Ver Mais
508110623