A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
20 de Outubro de 2017
Anuncie Aqui
8502
Cidades

MPMS recomenda à prefeitura que exonere comissionados e nomeie concursados

Promotor deu prazo de 40 dias para o Executivo municipal para elaboração de cronograma de nomeação

13 JUN 2017 - 13h26min
Redação

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul, por meio do Promotor de Justiça William Marra Silva Júnior, recomenda ao Prefeito Municipal de Deodápolis e a Secretária de Administração do Município que, no prazo de 20 dias, exonerem os servidores contratados temporariamente para cargos de comissão, que estiverem ocupando a vaga de candidatos aprovados no concurso público de provas e títulos, do quadro de pessoal da Prefeitura Municipal, homologado por meio do edital nº 018/2016.

Conforme a recomendação, fica estabelecido, ainda, que após 20 dias da exoneração dos servidores contratados sejam nomeados os candidatos aprovados no concurso público de provas e títulos, obedecida a ordem de classificação e os demais requisitos previstos no edital para nomeação e posse.

Também fica estabelecido que a prefeitura municipal se abstenha de realizar contratação de servidores temporários para cargos de comissão em detrimento de candidatos aprovados por meio do concurso público homologado.

E, no prazo de 40 dias, elaborem cronograma para nomeação dos candidatos aprovados dentro do número de vagas, enquanto perdurar o prazo de validade do concurso, obedecidas as normas previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Já no prazo de até 10 dias, informar à Promotoria de Justiça se vai cumprir a recomendação. Em caso de descumprimento desta recomendação, ensejará a interposição das medidas administrativas e judiciais cabíveis, em caso de omissão e comprovação de manutenção de possível situação fática anteriormente constada.

Para fazer a recomendação, o Promotor de Justiça William Marra levou em consideração que a Prefeitura Municipal de Deodápolis homologou o concurso público de provas e títulos do quadro de pessoal da Prefeitura no dia 28 de junho de 2016, há aproximadamente um ano, não havendo ainda cronograma de nomeação dos cargos públicos, bem como há informações de que servidores comissionados contratados temporariamente estariam ocupando cargo público de pessoas aprovadas no concurso público.

Foi levado em consideração ainda o atendimento feito à várias pessoas que foram aprovadas para os cargos de: operador de máquinas, professora, merendeira, agente administrativo, e serviço braçal, que ainda não foram convocados.

Por fim, considerou que a falta de tomada de medida por parte da municipalidade, em caso de constatação, pode configurar crime de prevaricação e ato de improbidade administrativa, inclusive por todos que estiverem na cadeia de responsabilidades e chefia, principalmente os de chefia imediata do setor ou órgão, responsável por sua fiscalização.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Funcionários da JBS de Anastácio protestam após paralisação de frigorífico

2
Aquidauana

Marido espanca e quebra costelas de jovem e a deixa jogada em colchão

3
Economia

Prefeitura de Guia Lopes da Laguna, MS, abre concurso para 99 vagas

4
Aquidauana

Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece 12 vagas de emprego nesta quinta-feira

Vídeos

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Fiações rompidas são recuperadas e motoristas ‘fora do padrão’ podem ser responsabilizados

Moradores de Anastácio flagram óleo descendo para Rio Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,87m
Miranda
2,28m
Paraguai
2,41m

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Oswaldão e o horário de Verão!

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Viajar só faz bem...

Pedro Puttini Mendes

Aquidauana: "meio" ambiente ou um ambiente inteiro?

Ver Mais Colunas
498110601