A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de julho de 2018
Anuncie Aqui
8490
Geral

Na lista de extinção, tatu-canastra é atropelado em rodovia e será empalhado

Tatu-canastra é o maior e mais raro dos tatus vivos

11 OUT 2017 - 08h00min
DValentim

Policiais Militares Ambientais recolheram na MS-395m um tatu-canastra - espécie Priodontes giganteus -, que foi atropelado. O animal, que está na lista brasileira de espécies em extinção, estava sendo sorrido por populares, porém chegou ao quartel sem vida.

O animal, que pesa 36 kg, foi congelado e será recolhido para Campo Grande onde será taxidermizado (empalhado) para ser utilizado em trabalhos de Educação Ambiental, em uma oficina denominada museu de fauna.

TATU-CANASTRA

O tatu-canastra é o maior e mais raro dos tatus vivos. Pode medir mais 1 metro de comprimento, com mais de 50 cm de cauda e pesar até 60 kg. As patas enormes possuem unhas possantes, sobretudo as anteriores, cuja unha central mede 20 cm de comprimento. Faz grandes buracos para se alojar. Revolvendo o solo, consegue alimento entre insetos, larvas, vermes, aranhas e cobras.

O tatu-canastra habita os campos e cerrados de todo o Planalto Central do Brasil e Floresta amazônica. Animais de hábitos noturnos são encontrados na vizinhança de riachos e lagoas, tendo a fêmea de 1 a 2 filhotes por parição. Por causa de sua carne saborosa e armadura resistente, hoje é raríssimo nas diversas regiões brasileiras onde ocorria.

TRABALHO DE TAXIDERMIA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

O trabalho de educação ambiental utilizando os animais é desenvolvido da seguinte forma: durante a visitação ao museu (estande), o policial ambiental, ou criança do Projeto Florestinha, ministra palestra sobre os problemas relativos à fauna, tais como: atropelamento, tráfico, caça ilegal, pesca predatória, entre outros. 

Falam também sobre a cadeia alimentar, a origem de cada animal que ali está, assim como a importância da conservação de cada um em seu habitat para manter o equilíbrio ecológico como: controle de pragas, doenças causadas pela ingestão da carne desses animais e dos riscos do contato em cativeiro, especialmente de doenças, visto que 75% das doenças inseridas nas populações humanas são de origem zoonótica.

A função principal do museu mostrando os animais taxidermizados é discutir os problemas que os levaram a estarem mortos ali e não na natureza. Discutir o papel da fauna no equilíbrio das populações faunísticas, na dispersão da flora, bem como os problemas ambientais e econômicos das invasões e introduções de espécies, que são a segunda causa de extinção de espécies. Também o conhecimento da fauna é um fator importante para a audiência.

Além do museu, outros temas são discutidos em forma de oficinas, para que os estudantes entendam que o ambiente é um sistema e que todas as riquezas que existem do mundo são retiradas dele, além de tudo que bebemos, comemos, vestimos, etc.

As outras oficinas didáticas são as seguintes temáticas:

1. Reciclagem de papel, com palestra sobre os problemas relacionados aos resíduos sólidos.
3. Apresentação do teatro de fantoches, com peças sobre as questões ambientais, como: desmatamentos, incêndios florestais e resíduos sólidos, etc.
4.  Ciclo da Água, com palestras sobre o ciclo, uso sustentável, poluição e escassez dos recursos hídricos.
5.  Casa da Energia - Trata-se de uma maquete de uma residência com todos os locais de consumo de energia (lâmpadas, chuveiros, ar condicionado, geladeira, micro-ondas etc.). Com esta oficina é realizada a discussão e informação sobre os tipos de energia e a importância ambiental de se economizar este recurso.
6. Plantio de mudas nativas, com palestra sobre flora (Desmatamento, erosão de solos, controle de poluição, assoreamento), preservação, conservação e uso racional dos recursos hídricos.

Ao final dos trabalhos são entregues aos professores, folhetos com os temas discutidos nas oficinas, para que eles deem continuidade às informações, por meio da Educação Ambiental formal. A idéia é que os alunos entendam que o ambiente é um sistema complexo e interativo, em que qualquer ente afetado, prejudica outros em cadeira, gerando desequilíbrios que vão interferir diretamente na qualidade de vida do ser humano.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Após boate fechar, cliente se esconde em quarto de funcionário que mora no local

2
Policial

Após desentendimento, sogra sofre golpe de capacete da nora, e revida agressão

3
Aquidauana

Para driblar a crise, profissional cria borracharia móvel para atender o cliente onde estiver

4
Aquidauana

Família aumenta recompensa para 1 mil reais para quem encontrar labrador

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
5,15m
Miranda
2,66m
Aquidauana
2,70m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

França...

Manoel Afonso

Amplavisão 1314 – O eleitor ao estilo ‘rabo de olh...

Raquel Anderson

Vamos falar de Amor?

Ver Mais Colunas
498110554