A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
18 de março de 2019
Anuncie Aqui
8494
Geral

Preço do milho segue em alta

17 AGO 2007 - 13h54min
sato comunicação

A intervenção do governo federal, através dos leilões de Prêmio Equalizador pago ao Produtor (Pepro) e Prêmio de Escoamento de Produto (Pep), aliada à aceleração do ritmo das exportações brasileiras de milho pode ser apontada como razão para a sustentação do bom preço do cereal no mercado interno.


"Estas ferramentas de comercialização utilizadas pelo governo federal ajudam a direcionar parte da produção de milho para as exportações, o que acaba 'enxugando' internamente o mercado. Aí entra a lei básica de oferta e procura", explica o vice-diretor da Bolsa Brasileira de Mercadorias (BBM), Carlos Dupas.


Já a alta demanda mundial pelo milho contribuiu para que as exportações, no mês de julho, atingissem o patamar mais alto já registrado na história da commoditie: 1,04 milhão de toneladas, de acordo com dados divulgados pela Céleres Consultoria.
Segundo os analistas da empresa, a valorização mais significativa do grão foi verificada na região Centro-Oeste. Em Cuiabá, capital do Estado de Mato Grosso, o milho teve alta de 9,5% sendo cotado a R$ 11,50 a saca. Em Rondonópolis a saca foi comercializada a R$13,00, o que representa alta de 8,3%. Em Mato Grosso do Sul, a saca do milho foi vendida a R$ 16,00, nesta quinta-feira, 16/08 (Fonte: CIMA-CEASA)


Países importadores
Segundo o vice-presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), Eduardo Riedel, o Brasil deve exportar em torno de 8 milhões de toneladas de milho, em 2007. "Embora a maior demanda americana pelo produto - para produção de etanol - esteja contribuindo para esse aumento nas exportações brasileiras, o Irã, tradicional importador de milho do Brasil, também se destacou neste cenário, tendo adquirido um volume significativo do produto".


Dados também divulgados pela Céleres Consultoria dão conta de que o volume de milho coprado por este país, no mês de julho, foi de 812, 68 mil toneladas, sendo seguido por Portugal e Coréia do sul que adquiriram 137,46 mil toneladas e 52, 25 mil toneladas, respectivamente.


Incógnita
Sobre a melhora na competitividade do milho brasileiro para as exportações em função da taxa cambial observada nos últimos dias, o vice-presidente da BBM demonstra cautela, embora reconheça que a curto prazo, isso realmente aconteceu.


"Antes de afirmar que essa tendência vai permanecer temos que lembrar que o que estamos presenciando é uma situação de exceção. Por quanto tempo isso vai se manter?", questiona Dupas, lembrando que a resposta a essa pergunta uma incógnita e que a taxa cambial ainda está longe de ser a ideal.

 (67) 99984.6000

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Aquidauanense está entre vítimas de acidente que deixou 3 mortos

2
Policial

Pedreiro persegue mulher, a derruba e a mata

3
Aquidauana

Motociclista fica ferido em acidente com caminhonete na Duque de Caxias

4
Nota de Falecimento

Médico aquidauanense, Heraldo Alan Kardec José de Paula morre aos 73 anos

Vídeos

CCE Centro Cristão de Ensino leva conhecimento e valores a crianças e adolescentes para a vida toda

Em capotamento, airbag salva motorista da morte em Aquidauana

Incorporação dos Alunos do Núcleo de preparaçao de Oficiais da Reserva (NPOR)

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min21 max36

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
min21 max36

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
3,65m
Miranda
5,48m
Aquidauana
4,23m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

As...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE (NÃO) ADMIRAR: O HORROR

Paulo Corrêa de Oliveira

MISTÉRIOS DA PONTE VELHA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Auto Posto

Posto Jato

Av. Dr.Sabino, 161 Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2354 / 324
Médicos

José Arruda Fialho

Sete de Setembro, 1193 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Transportes

Viação Da Mata

AV. Dr Sabino, 252 Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 1966
Ver Mais
508110560