A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
17 de Outubro de 2017
Anuncie Aqui
8502
Região

Projeto recebe recurso para ‘Cuidar das Águas’ de Bonito

Por falta de verba, iniciativa paralisou atividades no ano passado

9 OUT 2017 - 15h15min
Semagro

Rio vivo combina com uma densa mata ciliar que o protege. O projeto “Cuidando das Águas” do Instituto das Águas da Serra da Bodoquena desenvolve trabalho há 10 anos de recuperação e proteção da vegetação costeira de rios e nascentes da região da Serra da Bodoquena. Mas por falta de recursos as atividades praticamente pararam desde o ano passado, quando chegou ao fim um grande projeto que possibilitou o plantio de 36 hectares de matas ciliares e recuperação de outras 63 hectares, entre as várias iniciativas que a ação englobou.


Agora, o Instituto volta a fazer o que sabe e gosta com a celebração de convênio com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), na quinta-feira (5.10). Vai receber recursos do Fundo de Defesa e Reparação de Interesses Difusos e Lesados (Funles), que pela primeira vez, desde sua criação, há 11 anos, cumpre a função de promover ações reparadoras em diferentes áreas. Cuidando das Águas é um dos nove projetos que o Funles apoia no primeiro edital de chamamento repassando recursos de R$ 1,5 milhão.


A diretora executiva do Instituto, Liliane Lacerda, fala com entusiasmo da oportunidade de continuar o trabalho de recuperação do meio ambiente no local considerado santuário do ecossistema mundial: o município de Bonito, que abriga centenas de atrativos naturais de beleza inigualável. “Pra gente foi incrível. Estamos num cenário complicado, não temos abertura, apoio. Esse edital foi uma luz no fim do túnel. Vai possibilitar que se desenvolvam ações significativas”, disse.


Com os recursos do Funles o Instituto das Águas da Serra da Bodoquena vai trabalhar por dois anos um conjunto de ações que vão desde o desenvolvimento das mudas em viveiros, plantio, palestras de conscientização e educação ambiental, acompanhamento, até a instalação de redes de contenção nos córregos para retirada do lixo. Esse último trabalho será feito por um grupo de voluntários chamados de Sentinelas da Serra, que são treinados pelo projeto para monitorar as redes de contenção e também fazer blitzes ecológicas e outras atividades em defesa do meio ambiente.


O Funles

O Funles patrocina projetos em cinco eixos de investimentos: Meio Ambiente; Consumidor, a Ordem Econômica e a Livre Concorrência; Aos Direitos de Grupos Raciais, Étnicos ou Religiosos; Bens e Direitos de Valor Artístico, Histórico, Estético, Turístico e Paisagístico; Patrimônio Público e Social e Outros Interesses Difusos.

As receitas que compõem o Fundo são provenientes de indenizações decorrentes de condenações judiciais por danos causados a bens e direitos, multas judiciárias, indenizações e compensações previstas em acordos coletivos, inclusive termo de ajustamento de conduta, bem como multas por descumprimento desses acordos. O Funles também pode receber contribuições e doações de pessoas físicas ou jurídicas, nacionais ou estrangeiras. Qualquer entidade, organismos oficiais e instituições de pesquisa podem apresentar projetos pleiteando recursos do fundo.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Promotora dá prazo de 24h para retirada de ambulantes do Centro de Aquidauana

2
Aquidauana

Briga de casal termina com dois esfaqueados no Nova Aquidauana

3
Aquidauana

Maratonista que morreu após queda pode ter sofrido crise epilética

4
Aquidauana

Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece 11 vagas de emprego nesta terça-feira

Vídeos

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Fiações rompidas são recuperadas e motoristas ‘fora do padrão’ podem ser responsabilizados

Moradores de Anastácio flagram óleo descendo para Rio Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,87m
Miranda
2,28m
Paraguai
2,41m

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Oswaldão e o horário de Verão!

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Viajar só faz bem...

Pedro Puttini Mendes

Aquidauana: "meio" ambiente ou um ambiente inteiro?

Ver Mais Colunas
498110752