A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de outubro de 2018
Anuncie Aqui
8498
Geral

Projeto ?Eu sou Dama? ajuda mulheres em situação de risco a não sofrerem mais violência

Projeto começou na primeira semana do mês de maio de 2013

25 JUL 2013 - 09h01min
redação
Diminuir o número de casos de mulheres que sofrem violência doméstica não é uma tarefa fácil, mas também não é impossível. Foi com esta vontade que a perita piloscopista Giselia Subtil Maldonado e a delegada titular de polícia de Jaiza dos Santos Teixeira desenvolveram o projeto ?Eu sou Dama?. A ideia é reduzir a violência a partir do conhecimento. 
 
Orientar as mulheres sobre os direitos, através de palestras em Associações de Moradores. Informar, além dos direitos referentes à violência, outros direitos, quanto à assistência social e à saúde feminina. Viabilizar informações sobre geração de renda, o que poderia dar autonomia financeira, desvencilhando-se da dependência exclusiva do parceiro são alguns dos temas que elas abordam no projeto.
 
Para facilitar foi criada uma cartilha às mulheres vítimas (real ou potencial) como ação preventiva e educativa. Além disso, o projeto promove palestras, workshops e debates, sobre o tema e ajuda as mulheres a se desenvolverem e resgatarem a autoestima, bem como se reinserirem no mercado de trabalho.
 
Na cartilha e nas palestras, as mulheres aprendem que a violência doméstica, que traz sérias consequências para a saúde física e mental começa com discórdias, brigas, gritarias e violências. Que a violência não é só a física, mas também a psicológica, onde o homem busca enfraquecer a rede de apoio à mulher, fazendo com que ela depende cada vez mais dele, e tenha dificuldade de sair desse ciclo de violência. Já que as razões para que uma mulher permaneça em uma relação violenta estão relacionadas à dependência financeira e emocional.
 
O projeto começou na primeira semana do mês de maio de 2013 com o lançamento da cartilha e a apresentação de uma palestra com o tema que abordar a autoestima da mulher no mercado de trabalho. As próximas edições serão realizadas mensalmente em uma associação de mulheres e ou programas que beneficiam mulheres de acordo com agenda previamente estabelecida.
Palestras em Associações de Moradores visam orientar às mulheres sobre seus direitos
Palestras em Associações de Moradores visam orientar às mulheres sobre seus direitos / Rhobson T. Lima
Palestras em Associações de Moradores visam orientar às mulheres sobre seus direitos

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Anastaciano é assassinado após desentendimento no Distrito Águas de Miranda

2
Aquidauana

Vítima de acidente fatal em Sidrolândia era cabo do Exército em Aquidauana

3
Aquidauana

Durante operação, PM leva 25 pessoas para a delegacia em Aquidauana e região

4
Anastácio

Homem assassinado em Águas do Miranda trabalhava para dar melhores condições à filha

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
3,40m
Miranda
4,16m
Aquidauana
3,06m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Fico...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

A IMPORTÂNCIA DO SER PROFESSOR: O ATO E O FATO.

Robinson L Araujo

UMA HERANÇA ESTABELECIDA POR DEUS

Ver Mais Colunas
498110524
SERIEMA FIXO 1260