A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de Dezembro de 2017
Anuncie Aqui
8500
Segurança

Promotor de Justiça do MS vai integrar GT que tratará da morte dos policiais em serviço

Grupo de Trabalho com Fernando Zaupa vai discutir o problema da elevada taxa de mortandade de profissionais da segurança pública

26 JUL 2017 - 13h58min
MPMS

O Presidente do Conselho Nacional do Ministério Público em exercício, José Bonifácio Borges de Andrada, nomeou o Promotor de Justiça do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), Fernando Martins Zaupa, para integrar o Grupo de Trabalho, no âmbito da Comissão do Sistema Prisional, Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública.

De acordo com a Portaria CNMP-PRESI nº 72, de 19 de julho de 2017, o Grupo de Trabalho, criado pelo Conselheiro Antônio Pereira Duarte, durante o prazo de seis meses, a contar de 20 de julho de 2017, vai discutir o problema da elevada taxa de mortandade de profissionais da segurança pública e, assim, buscar formas de atuação do Ministério Público que possam contribuir para salvaguardar a vida de tais agentes e de seus familiares.

Conforme informou o Conselheiro, a iniciativa da Presidência da Comissão do Sistema Prisional, Controle Externo e Segurança Pública, intenta também contribuir com o diálogo sobre o tema e servir de instância para aperfeiçoar a própria tutela da segurança pública.

Para o Procurador-Geral de Justiça, Paulo Cezar dos Passos, a nomeação do Promotor de Justiça Fernando Zaupa - integrante do Gaeco - para compor Grupo de Trabalho no CNMP, significa um reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo colega e, ao mesmo tempo, a todo Ministério Público de Mato Grosso do Sul, pois é formado por destacados membros. “A atuação de vários colegas no âmbito do CNMP demonstra o acerto de descentralizarmos a administração, garantindo a autonomia e independência da atuação de nossos membros", completou.

O Promotor Fernando Martins Zaupa elogiou a iniciativa do CNMP, na pessoa do Conselheiro Antônio Duarte, destacando que realmente é preciso haver atenção especializada a essa situação, já que o Brasil registra números exorbitantes e inaceitáveis de ofensa à vida de policiais. 

Além do Promotor de Justiça do MS, o Grupo de Trabalho será composto ainda pelos seguintes Membros, sem prejuízo de suas funções no órgão de origem: Jorge Augusto Caetano de Farias, Membro Auxiliar do CNMP; Paulo José de Palma, Membro Auxiliar do CNMP; Lúcia Helena de Lima Callegari, Promotora de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul; Luiz Antonio Corrêa Ayres, Promotor de Justiça do Rio de Janeiro; e Rogério Greco, Procurador de Justiça do Estado de Minas Gerais.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

No 'adeus' ao ex-presidente da OAB, família e amigos demonstram revolta com homicídio

2
Aquidauana

Jovem sai para ir ao banco e desaparece em Aquidauana

3
Anastácio

Dentes de ex-presidente da OAB estariam quebrados; laudo da morte sai em 7 dias

4
Aquidauana

Família procura por adolescente de 14 anos sumida há 2 dias em Aquidauana

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
6,11m
Miranda
7,09m
Paraguai
1,86m

Colunas e Blogs

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: ANTES QUE TERMINE O DIA...

Manoel Afonso

Odilon lidera, André o mais rejeitado

Robinson L Araujo

TENDO UM SONO RESTAURADOR

Ver Mais Colunas
498110538