A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
24 de Novembro de 2017
Anuncie Aqui
8504
Geral

Protestos bloqueiam 39 rodovias em todo o País

Em SP, cinco estradas foram interditadas por manifestantes

11 JUL 2013 - 16h00min
Portal Terra
Pelo menos 39 rodovias brasileiras foram bloqueadas por manifestações na manhã desta quinta-feira, dia de mobilização nacional das centrais sindicais de todo o Brasil. Os bloqueios atingiam às 11h vias de pelo menos 14 Estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Sergipe, Goiás, Pernambuco, Alagoas,  Paraná, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.
 
São Paulo
 
As rodovias Anchieta, Cônego Domênico Rangoni, Anhanguera e a Via Dutra estavam bloqueadas às 9h.
 
Na rodovia Anchieta, o trânsito estava bloqueado no quilômetro 65, na entrada de Santos, no sentido Baixada Santista. No quilômetro 65, em São Bernardo do Campo, um segundo protesto bloqueava a pista sentido São Paulo. O tráfego é desviado para dentro da cidade. Na Cônego Domênico Rangoni, que também faz parte do sistema Anchieta-Imigrantes, o tráfego foi interditado em ambos os sentidos no quilômetro 268.
 
Em Jundiaí, manifestantes bloquearam a pista da rodovia Anhanguera em direção à capital paulista. O acesso ao Distrito Industrial foi interditado, na altura do quilômetro 62.
 
A rodovia Presidente Dutra teve três trechos bloqueados devido à manifestação de populares. Em São José dos Campos, as interdições ocorreram na altura do quilômetro 146, na pista sentido Rio de Janeiro, onde o bloqueio começou por volta das 5h30 e terminou às 8h, e no quilômetro 143, no momento em que a pista foi fechada nos dois sentidos às 6h30. Segundo a CCR Nova Dutra, às 9h30, o único trecho que permanecia bloqueado era em Caçapava. O trânsito estava paralisado do quilômetro 121 ao quilômetro 124, no sentido São Paulo, e do quilômetro 129 ao 124, no sentido Rio. 
 
A rodovia estadual SP-324, que liga Campinas ao aeroporto de Viracopos, foi interditada no quilômetro 89, devido a protestos. Há desvios nos quilômetros 88 e 90, segundo o DER-SP.
 
Rio de Janeiro
 
Manifestantes bloquearam no início da manhã uma ponte que liga os municípios de Rio das Ostras e Macaé, no norte fluminense. O protesto, coordenado pelo Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) e pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), tem a participação de outros movimentos sociais.
 
Por volta das 5h, eles fecharam a rodovia que liga as duas cidades e atearam fogo a pneus, em frente ao Parque dos Tubos, na localidade de Imboassica, em Macaé. Além das pautas nacionais, os manifestantes de Macaé pedem a redução dos gastos da prefeitura e da Câmara Municipal e saneamento básico em todo o município.
 
Na região metropolitana, manifestantes ocuparam faixas da BR-463, no município de Itaguaí. Eles atearam fogo em pneus e pedaços de pau em frente à sede da Nuclebrás Equipamentos Pesados (Nuclep), estatal que fabrica cascos de submarino e equipamentos para plataformas de petróleo e para usinas nucleares. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o protesto foi rápido e as pistas já estão liberadas.
 
Segundo a assessoria de imprensa da Nuclep, a fábrica de Itaguaí está fechada hoje porque seus funcionários aderiram à paralisação nacional e participaram de manifestação em frente à estatal.
 
Rio Grande do Sul
 
Ao menos seis rodovias estavam bloqueadas no Estado nesta manhã: BR-116, BR-285, BR-290, BR-293, BR-392 e BR-153.
 
Na BR-116, houve bloqueios em Canoas e Sapucaia, na região metropolitana de Porto Alegre, em Caxias do Sul, na serra gaúcha, e em São Lourenço do Sul, no sul do Estado. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, às 9h30 a pista havia sido liberada em Canoas, persistindo os demais bloqueios.
 
Também na Grande Porto Alegre, um protesto bloqueou o vão móvel da ponte que cruza o lago Guaíba, na BR-290. Em seguida, os manifestantes ocuparam a praça de pedágio de Eldorado do Sul, no quilômetro 110 da rodovia, liberando as cancelas.
 
Em São Borja, na fronteira com a Argentina, manifestantes bloquearam a ponte que liga os dois países, na altura do quilômetro 676 da BR-285, por volta das 7h30. Já a BR-153 foi bloqueada no trevo de acesso a Erechim e Gaurama.
 
Houve dois bloqueios distintos na BR-293. Às 7h, cerca de 40 manifestantes bloquearam a pista no quilômetro 108 da rodovia, em Pinheiro Machado. Uma hora depois, um segundo grupo bloqueou a pista no quilômetro 15, em Capão do Leão. Em Rio Grande, no sul do Estado, a BR-392 foi bloqueada em dois trechos distintos, nos quilômetros 8,9 e 2,4.
 
Bahia
 
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) contabiliza três rodovias bloqueadas no Estado. Em Eunápolis, manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) interditaram os dois sentidos da BR-116, na altura do quilômetro 694. Em Barreiras, a manifestação dos sem-terra ocorria no quilômetro 827 da BR-242. Houve também interrupção dos quilômetros 604 e 518 da BR-324.
 
Minas Gerais
 
Ao menos uma rodovia federal que corta o Estado foi bloqueada por protestos. Em Frei Inocêncio, os manifestantes bloquearam o quilômetro 370 da BR-116 às 9h45. Pouco tempo depois, porém, a via foi liberada.
 
Espírito Santo
 
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou bloqueios nas BRs 101 e 262. Em Pavilhão de Carapina, os manifestantes bloquearam o quilômetro 269 da BR-101, mas a via foi liberada às 10h. Na BR-262, o protesto interditou a segunda ponte de Vitória, em Cariacica.
 
Sergipe
 
Segundo a PRF, houve três bloqueios na BR-101, em Malhada dos Bois (quilômetro 23), Japaratuba (km 46) e Itaporanga (km 113).
 
Goiás
 
A PRF de Goiás registrou bloqueio apenas na BR-153, no trevo de Itapaci, próximo a Rialma. A via foi liberada às 8h30.
 
Pernambuco
 
Pelo menos seis rodovias federais foram interditadas em Pernambuco. Segundo a PRF, a BR-116 foi bloqueada com galhos e pneus no quilômetro 44, em Salgueiro. Os manifestantes exigiam que a rodovia estadual PE-460 seja asfaltada. Na BR-232, em São Caetano, um grupo de sem-terra ateou fogo em pneus, bloqueando totalmente a via no quilômetro 143, em frente ao assentamento Santa Isabel.
 
Houve também interdições nas rodovias BR-101 (quilômetro 6, em Goiana), BR-428 (quilômetros 0, em Belém São Francisco, e 94, em Santa Maria Boa Vista), BR-104 (quilômetro 41, em Caruaru) e BR-423 (quilômetro 169, no acampamento do MST Águas Belas).
 
Alagoas
 
A PRF de Alagoas registra três rodovias bloqueadas. Em Flexeiras, no km 51 da BR-101, a pista foi totalmente interditada pelo MST. Segundo a PRF, o grupo reivindica a liberação de uma bolsa escola pelo Banco do Brasil da cidade de São Luís do Quitunde, no valor de R$ 60 mil, e a construção de casas. Uma equipe da PRF está no local. Também na BR-101, no quilômetro 37, em Joaquim Gomes, a pista foi totalmente interditada por sem-terra, que reivindicam a presença do Incra no local. Houve também bloqueios nos quilômetros 14 e 75 da BR-101.
 
Na BR-104, manifestantes do Movimento Nacional de Luta pela Moradia e Via do Trabalho bloquearam a pista no quilômetro 91. Eles reivindicam a construção de mais casas e uma reunião com o governador do Estado. No quilômetro 58 da mesma via, a pista foi interditada por sem-terra, próximo ao acampamento da Usina São Semeão. Já a BR-423 foi bloqueada na altura do quilômetro 107, em Delmiro Gouveia.
 
Paraná
 
A Polícia Rodoviária Federal paranaense contabilizava três rodovias bloqueadas nesta manhã na região metropolitana de Curitiba: BR-376, BR-277 e BR 376.
 
Ceará
 
A PRF registrou interdição apenas na BR-222, na região de Sobral. Os manifestantes interditaram totalmente o trevo de Santana do Acaraú. Por volta das 10h40, a pista foi liberada, e os manifestantes iniciaram marcha em direção à prefeitura de Sobral.
 
Paraíba
 
Pelo menos quatro rodovias federais que cruzam o Estado foram bloqueadas nesta manhã. Segundo a PRF, houve bloqueios nas BRs 101 (em Caaporã e Mamanguape), 230 (Cabedelo, Cajazeiras e Sousa) e 361 (Olho D'Água).
 
Rio Grande do Norte
 
A PRF afirma que manifestantes bloquearam a BR-101, em Natal. O grupo se concentrava, às 11h, em frente ao Midway, com trajeto previsto para seguir em direção à Arena das Dunas, estádio em construção que abrigará a Copa do Mundo na cidade. Segundo a PRF, a avenida Prudente de Morais, a Via Costeira e o anel viário do campus podem servir de rotas alternativas de ligação entre o centro e a zona sul da capital potiguar.

Veja também

Mais Lidas

1
Trânsito

Acidente entre carro e caminhão na MS-339 deixa duas vítimas fatais

2
Policial

Durante surto, homem tenta cometer assassinatos e provoca incêndio

3
Policial

PM fecha boca de fumo com pés de maconha, prende 2 e captura foragido

4
Aquidauana

Após desentendimento por carona, homem passa a perseguir mulher nas redes sociais

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
4,40m
Miranda
6,72m
Paraguai
1,60m

Colunas e Blogs

Pedro Puttini Mendes

Cadastro Ambiental Rura: Prazo Curto!

Robinson L Araújo

POR QUE EXISTEM CASAMENTOS EM CRISE?

Rosildo Barcellos

O Arroubo Âmago do Cedro!

Ver Mais Colunas
498110691