A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
20 de novembro de 2018
Anuncie Aqui
8504
Política

Reinaldo Azambuja reafirma compromisso com demandas de Corumbá e Ladário

Ele visitou a “Cidade Branca” para reforçar a execução dos projetos de reforma e ampliação da Santa Casa de Corumbá e de “blindagem” da fronteira de MS com a Bolívia

5 NOV 2018 - 14h35min
Assessoria

Em entrevista coletiva à imprensa nesta segunda-feira (5.11), o governador Reinaldo Azambuja reafirmou seu compromisso com demandas dos municípios da região Pantaneira de Mato Grosso do Sul, em especial Corumbá e Ladário. Ele visitou a “Cidade Branca” para reforçar a execução dos projetos de reforma e ampliação da Santa Casa de Corumbá e de “blindagem” da fronteira de MS com a Bolívia.

“Além da reestruturação física da Santa Casa, vamos ampliar, a partir do ano que vem, uma nova contratualização: um aporte financeiro federal e estadual para não faltar recursos para o custeio”, garantiu.

As obras de reforma e ampliação da Santa Casa, do Centro Obstétrico e da Maternidade receberão investimentos que ultrapassam os R$ 11 milhões. Os recursos foram repassados pelo Governo do Estado. A Prefeitura de Corumbá licitou a obra e o prefeito Marcelo Iunes já assinou a ordem de serviço para início dos trabalhos. “A gente tem pressa com essa obra para fortalecer o atendimento”, afirmou.

Outro projeto estruturante citado por Reinaldo Azambuja é a revitalização da Ferrovia TransAmericana, que vai conectar o Porto de Santos (SP) aos portos chilenos e peruanos, passando por Mato Grosso do Sul (municípios de Três Lagoas, Campo Grande, Corumbá e Ponta Porã). “É artéria vital para o desenvolvimento de Corumbá. Vai integrar os oceanos Atlântico e Pacífico”, destacou o governador.

Segundo ele, nos próximos dias o assunto será discutido em reunião em Brasília (DF), com representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). “Vai encurtar caminhos. De Corumbá aos portos chilenos e peruanos serão 1.514 quilômetros. Isso dá desenvolvimento e competitividade enorme para nós, pois 66% das exportações do Estado vão para países asiáticos”, explicou.

Reinaldo Azambuja ainda falou sobre a segurança da fronteira do Brasil com países vizinhos. Nesta semana ele deve se reunir com o presidente eleito, Jair Bolsonaro, para tratar do assunto. “Uma das pautas prioritárias é a segurança da fronteira. Vou levar o projeto de blindagem para discutirmos a integração com as forças estaduais”, disse ele, lembrando que Bolsonaro já sinalizou expandir o trabalho do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) da Polícia de Militar de MS para o País.

O governador também disse sobre projetos para potencializar o turismo, entre eles, as operações de 14 novos voos em Mato Grosso do Sul. “O Brasil recebeu 8,8 milhões turistas em 2017. MS ultrapassou 100 mil turistas no mesmo ano. Só Torre Eiffel, em Paris, recebe 10 milhões turistas/ano”, exemplificou. Ele quer discutir com o trade turístico maneiras de potencializar a atividade.

Além do governador e do prefeito de Corumbá, estiveram presentes na coletiva de imprensa o deputado eleito Evander Vendramini, atual vereador e presidente da Câmara Municipal, e a suplente deputada federal Beatriz Cavassa. Outras lideranças também acompanharam o compromisso.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Marido dá surra de galho em mulher que o golpeia no braço com uma faca

2
Anastácio

Por causa de comida, homem dá socos em rosto da mulher no Bairro Cristo Rei

3
Aquidauana

Após desentendimento, homem tenta matar outro com facada no Aeroporto 2

4
Aquidauana

Encontro de Comitivas premia as melhores comidas pantaneiras

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,59m
Miranda
6,13m
Aquidauana
3,76m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Um...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: VALORIZE-SE!

Manoel Afonso

Otimismo & Patriotismo: o efeito Bolsonaro

Ver Mais Colunas
498110661
SERIEMA FIXO