A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
20 de fevereiro de 2019
Anuncie Aqui
8508
Geral

Risco de apagão em 2011 preocupa governo e Congresso

12 SET 2007 - 13h42min
assessoria de comunicação

O risco de o Brasil sofrer um novo "apagão" energético já em 2011 tem deixado parlamentares, especialistas e o governo federal preocupados com o caminho que os investimentos no setor de infra-estrutura energética estão tomando. Deputados e senadores atentos ao tema articulam diariamente no Congresso Nacional a melhor maneira de evitar o problema para que não se repitam os prejuízos sofridos pela sociedade em 2001.


A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, em diversas ocasiões, tem reafirmado a importância de levar adiante obras previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que prevêem investimentos maciços em obras de infra-estrutura. Ela tem prometido que os empreendimentos de grande porte e regulamentados do ponto de vista ambiental receberão a atenção necessária do governo. "O Norte do País concentra hoje obras importantes para o crescimento econômico, região até então pouco contemplada", disse.


O discurso do governo, entretanto, tem ficado bastante distante da prática. Exemplo disso é a falta de aproveitamento do potencial brasileiro de produção de gás natural. O especialista e engenheiro civil, Humberto Viana Guimarães, afirma que o desperdício de gás prejudica a economia do País. "Queimar e reinjetar aproximadamente 30% do gás é desperdiçar uma riqueza existente que pode ser explorada", disse.


Segundo ele, o gás existente hoje nas bacias brasileiras não pode ser esquecido, pelo contrário, para Viana, é preciso investir na infra-estrutura do País e utilizar essa riqueza pouco conhecida. "Poucas pessoas sabem da importância e do beneficio em produzir energia elétrica através do gás natural. Energia mais barata e limpa, que não agride o meio ambiente", explicou.


A Região Norte do País, local onde a produção e desperdício de gás natural são altos, aguarda decisões do governo para aplicar recursos em obras que podem beneficiar população e melhorar a economia. Essa afirmação foi feita pela senadora Fátima Cleide (PT-RO), ao defender a construção do gasoduto Urucu-Porto Velho. "Não é uma obra que ficará pronta de uma hora para outra, mas é de valor indiscutível para Rondônia", afirmou.


O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, garantiu que obras como o gasoduto de Urucu-Porto Velho estão sendo estudadas para que haja melhor investimento no setor. "Todos empreendimentos estão sendo igualmente analisados, o que for melhor para a economia do País, será feito", disse, sem entretanto posicionar-se definitivamente sobre a viabilidade deste investimento.


O deputado federal Moreira Mendes (PPS-RO), garantiu que a reserva de gás existente hoje na Bacia Petrolífera de Urucu será suficiente para noventa anos. "O governo precisa entender que é preciso explorar esse gás e transformá-lo em energia elétrica. O governo precisa estar atento para um provável "apagão" nos próximos anos", afirmou.


Dilma Rousseff assegurou que o País tem suficiência garantida até 2010. "Estamos trabalhando para ampliar a oferta nacional e energia para os próximos anos. Nenhum de nossos projetos irão comprometer o abastecimento de energia elétrica brasileira", disse.


Gasoduto Urucu-Porto Velho - No início deste ano, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, garantiu durante discurso sobre a importância de priorizar a construção do gasoduto Urucu-Porto Velho, na Região Norte do País. Segundo o líder do PMDB no Senado, Valdir Raupp, a ministra afirmou a ele que esta obra resolveria definitivamente a escassez de energia elétrica no Norte.


Apesar das recentes esquivas do governo, que tem alegado insuficiência de gás para a realização da obra do gasoduto, Raupp acredita que sua construção poderá até demorar um pouco, mas acabará sendo autorizada. Segundo ele, é preciso que o governo federal entenda que está havendo um desperdício desnecessário de gás natural na Região Norte do País. "Enquanto milhões de metros cúbicos do energético é queimado e reinjetado nas bacias, a população perde uma energia limpa e barata", exclamou Raupp

 (67) 99984.6000

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Dono de motel em Aquidauana é preso com fuzil e munições na Vila Paraíso

2
Aquidauana

Motociclista fica ferido ao perder controle e cair em Aquidauana

3
Anastácio

Conselheira tutelar e filho são presos por tráfico de drogas em Anastácio

4
Aquidauana

Jovem de 23 anos é preso com maconha perto de posto de saúde em Aquidauana

Vídeos

1º Leilão Direito de Viver

Ciclista sofre fratura após ser atropelado por caminhão

Despedida do Pe. Thiago Machado

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min23 max28

Aquidauana

Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora.
min23 max28

Anastácio

Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora.

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Preciso...

Robinson L Araujo

QUANDO A FAMÍLIA FAZ DO PERDÃO UMA PONTE DE RESTAURA...

Raquel Anderson

Morrer na lama!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Jóias

Oficina de Jóias JD

Rua Estevão Alves Corrêa, 1046 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS 67 - 3241-7805
Bares/Panificadoras/Lanchonetes

Esporte Bilhar

Rua Estevão Alves Corrêa, 975 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-1931
Pousadas

Pousada Mangabal - Nhecolândia

, - Aquidauana/MS (55) (67) 3356-1413 www.pousadamangabal.com.br
Ver Mais
508110825