A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
18 de dezembro de 2018
Anuncie Aqui
8504
Geral

Sem-terra desocupam fazenda em Jardim

15 SET 2007 - 11h24min
midia max news

Os sem-terra ligados ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra) e à Fetagri (Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar) desocuparam ainda ontem a Fazenda Meira Fernandes do Sul, em Jardim. A área estava invadida desde o dia 2 de setembro deste ano.


A Polícia Militar tinha dado prazo para que os sem-terra deixassem a área até ontem. Entretanto, a juíza Eucélia Moreira Cassal, da 2ª Vara Cível de Jardim, estendeu o prazo e permitiu que os sem-terra deixassem a fazenda até a próxima quarta-feira, dia 19. Os sem-terra já tinham começado a cumprir a primeira decisão e acabaram desocupando a fazenda.


Na última sexta-feira, a o major Alexandre Rosa Ferreira, subcomandante do 11º Batalhão da Polícia Militar de Jardim, e o delegado Valdomiro Mendes Arguileire, da Delegacia de Polícia Civil de Jardim, estiveram na fazenda onde leram aos sem-terra a decisão da juíza Eucélia Moreira Cassal, da 2ª Vara Cível de Jardim, que determinou que os cerca de 300 sem-terra deixem a área acatando ação impetrada pela advogada Janete Mariza Ribas, que defende o grupo paulista Meira Fernandes Agropecuária Lucrativa Ltda.


Eles informaram que se os sem-terra não deixassem a fazenda dentro do prazo estipulado pela magistrada, a Polícia Militar iria pedir reforço para tirar as famílias da área invadida.


Para definir pela reintegração de posse, a juíza considerou que a propriedade conta com seis mil cabeças de gado das raças nelore e pardo-suíço e o aceso ao curral e as divisas de pastagens estão bloqueadas, tornando impossível o trabalho rotineiro na área. Além disso, a magistrada avaliou que os invasores trouxeram animais que representam ameaça à saúde dos bovinos existentes na fazenda e estão promovendo ameaças aos funcionários do local como denunciou o gerente Valmir Manari Osório que acionou a Polícia Civil.


Ele relatou que os manifestantes chegaram à fazenda em um caminhão Mercedes Benz, duas caminhonetes, além de veículos de passeio, como Passat, Fusca e um Gol, sendo que outros também estavam em motocicletas ou em carroças, e começaram a instalar cerca de 100 barracos na fazenda e hastearam duas bandeiras (uma do MST e outra da Fetagri).

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Criança de 4 anos morre afogada em açude de chácara no Pulador em Anastácio

2
Anastácio

Menino que morreu afogado em açude é velado em Anastácio

3
Anastácio

Operador de máquina de 56 anos morre após acidente grave em Anastácio

4
Anastácio

Bombeiros resgatam pescador embriagado que caiu no rio Aquidauana em Anastácio

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Oxala...

Manoel Afonso

MDB sobreviverá sem Puccinelli?

Alessandro Arruda

As leis e nossa incapacidade de produzi-las

Ver Mais Colunas
498110677
SERIEMA 1260