A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
18 de outubro de 2019
Anuncie Aqui
9028-->
Geral

Sisbov será feito em 50 milhões de cabeças neste ano

20 JUL 2007 - 07h38min
midia max news

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, disse que o novo Sisbov (Sistema de Rastreabilidade de Bovinos) estará em pleno funcionamento até o fim do ano e a estimativa é que o número de animais cadastrados chegue a 50 milhões de cabeças de gado. As informações são do jornal Estado de São Paulo.


Stephanes afirmou que apenas os animais e fazendas que constarem do cadastro poderão exportar seu produto para a União Européia. O prazo para que os pecuaristas adotem o novo sistema vai até 31 de dezembro.


A partir daí, os pecuaristas que quiserem exportar carne bovina terão que atender à instrução normativa nº 17, que determina a rastreabilidade, com identificação de todos os animais da propriedade e informações sobre o manejo do rebanho. Com a mudança para o novo Sisbov, uma propriedade só poderá ter animais de áreas livres de febre aftosa.


O rastreamento dos animais foi um dos pontos questionado pelos irlandeses no relatório apresentado ao Parlamento Europeu. O governo estuda transferir a gestão dos bancos de dados deste sistema para a iniciativa privada, mas o assunto é polêmico porque é alvo de disputa entre as entidades representativas do setor.


Stephanes observou que já recebeu propostas da ABCZ (Associação Brasileira de Criadores de Zebu) e da própria cna (Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil). "Recebi uma ligação do próprio Fábio Meirelles (presidente da entidade) para tratar deste assunto", disse Stephanes.


O secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, Marcio Portocarrero, disse que o governo deverá receber as propostas de migração do sistema de gestão do banco de dados entre 30 e 40 dias. A partir daí, terá início o processo de transferência das informações. Portocarrero garantiu que a migração não será imediata para não oferecer risco às exportações brasileiras de carne. Ele explica que a transição do banco de dados para o setor privado deve durar dois anos. No primeiro ano, os dois sistemas - privado e público - irão operar paralelamente, mas depois será totalmente transferido para o setor privado.


"Quando há interesse do setor privado, o sistema funciona. Já é assim no Canadá e na Nova Zelândia. A máquina pública oferece entraves que o setor privado não enfrenta", afirma Portocarrero, lembrando que o serviço público é mais lento para adotar medidas emergenciais, que podem ser rapidamente solucionadas.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Veja vídeo: Tamanduá-bandeira tenta entrar em loja no centro de Aquidauana

2
Aquidauana

Justiça recebe denúncia contra pai que matou bebê afogado em bacia mês passado

3
Geral

Sem água e eletricidade: peões eram mantidos como escravos em fazendas

4
Policial

PM captura seis foragidos em Aquidauana, Anastácio e Miranda

Vídeos

Bolivianos que levavam 15,9 quilos de cocaína em veículo são presos em Miranda

Eleição de Miranda

Empresário de 31 anos pesca Surubim de mais de 40 kg no Rio Miranda

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min24 max35

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
min24 max35

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,33m
Miranda
1,70m
Paraguai
1,84m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Amanhã...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: SER PROFESSOR (2)

Raquel Anderson

Divisionismo!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Hotéis

Hotel Bela Vista

Rua Manoel Aureliano da Costa, 678 Aquidauana/MS (67) 3241-8493 (67) 99653-8207 http://www.hotelbelavistams.com.br
Escolas Particulares

Escola Irene Cicalise

Rua Cândido Mariano, 374 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 3390
Médicos

Irineu Barreto Vitório - Clinico Geral

Rua 7 de Setembro, 1193 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3665
Ver Mais
508110738