A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de outubro de 2018
Anuncie Aqui
8502
Geral

Vândalos e tropa de choque entram em confronto em Campo Grande

Grupo tentou invadir Câmara de Vereadores e foi impedido pela polícia. Segundo dia de manifestação atraiu cerca de mil pessoas para avenida.

22 JUN 2013 - 11h35min
G1 MS
Pelo menos onze pessoas foram detidas durante a manifestação desta sexta-feira (21) em Campo Grande. Um grupo de vândalos tentou invadir a Câmara de Vereadores e foi contido pela tropa de choque da Companhia de Gerenciamento de Crises de Operações Especiais (Cigcoe). Um dos presos foi ferido com bomba de gás lacrimogênio no pé e foi levado para a Santa Casa.
 
Os manifestantes concentraram-se na praça do Rádio, no centro da cidade. A passeata foi pacífica e atraiu cerca de mil pessoas, segundo a Polícia Militar. No trajeto, eles seguiram pela avenida Afonso Pena, chegaram a interditar a rua Ceará e seguiram para a Câmara de Vereadores.
 
O tumulto começou na frente ao prédio do Legislativo. De acordo com a Polícia Militar, um grupo de vândalos, formado por cerca de 200 pessoas, tentava invadir o prédio, enquanto outros manifestantes pediam, aos gritos, que não houvesse violência.
 
Os guardas municipais formavam um cordão de isolamento e protegiam a porta dos fundos da câmara, área de acesso aos gabinetes dos vereadores. Os vândalos gritavam e insultavam os guardas. Eles foram para  entrada do prédio, chutaram a porta e jogaram pedras.
 
A tropa de choque do Cigcoe chegou para dispersar o grupo e usou bomba de gás. Os guardas municipais usaram spray de pimenta. O grupo ainda tentou resistir e jogava pedra, mas, em fila, os militares avançavam, forçando os vândalos a correr pela rua Ricardo Brandão, em direção à rua Ceará.
 
Os confrontos continuaram na avenida Afonso Pena. O grupo tentou interditar a via, mas foi impedido pelos militares. No cruzamento da via com a Rua Bahia, dois foram detidos pela tropa de choque. Um deles ficou ferido na perna e no rosto após os policiais atirarem uma bomba de gás lacrimogênio.
 
Depois da confusão, muitos dispersaram e os manifestantes retornaram para a praça do Rádio. Policiais da Companhia de Policiamento de Trânsito da Capital (Ciptran)  e da Cigcoe acompanhavam a movimentação nas proximidades.
 
Os manifestantes discursavam e repudiavam a ação dos vândalos, dizendo que a intenção era fazer um protesto pacífico, a exemplo do que aconteceu na quinta-feira (20).
 
Prisão
 
Segundo a PM, três pessoas foram detidas por dano ao patrimônio e levadas para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da região central. Outras oito pessoas foram presas pelos guardas municipais e levadas para a mesma unidade.
 
Segundo a Defensoria Pública do Estado, o rapaz ferido na perna foi levado pelo Corpo de Bombeiros para atendimento na Santa Casa de Campo Grande. Ele deve voltar a Depac para prestar depoimento.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Anastaciano é assassinado após desentendimento no Distrito Águas de Miranda

2
Anastácio

Homem assassinado em Águas do Miranda trabalhava para dar melhores condições à filha

3
Aquidauana

Durante operação, PM leva 25 pessoas para a delegacia em Aquidauana e região

4
Aquidauana

Vítima de acidente fatal em Sidrolândia era cabo do Exército em Aquidauana

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
3,40m
Miranda
4,16m
Aquidauana
3,06m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Fico...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

A IMPORTÂNCIA DO SER PROFESSOR: O ATO E O FATO.

Robinson L Araujo

UMA HERANÇA ESTABELECIDA POR DEUS

Ver Mais Colunas
498110539
SERIEMA FIXO 1260