A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
24 de Julho de 2017
Anuncie Aqui
8463

Governo publica MP que facilita título de propriedade a famílias de baixa renda

Medida promete aquecer o mercado imobiliário em 2017 com novos registros de imóveis

23 DEZ 2016 - 16h18min
Da Redação
O governo federal publicou, nesta sexta-feira (23), Medida Provisória com o objetivo de desburocratizar, agilizar e reduzir custos das ações de regularização fundiária urbana no País.
 
Com a medida, uma nova forma de registrar a propriedade foi criada, que é a legitimação fundiária, em que o processo tradicional de regularização título a título será substituído por um reconhecimento de aquisição originária de propriedade, a partir de cadastro aprovado pelo Poder Público.
 
De acordo com o texto, haverá dois tipos de enquadramento para a regularização: interesse social e interesse específico.
 
No primeiro, serão incluídas as ocupações por pessoas de baixa renda, com finalidade residencial, que receberão gratuitamente o registro do imóvel e toda a infraestrutura básica por conta do poder público. No segundo caso, o particular deverá custear toda a infraestrutura a ser definida no projeto de regularização da região.
 
Nestes casos, segundo o Ministério das Cidades, os municípios deverão reconhecer, a partir de estudos, ocupações urbanas como consolidadas e irreversíveis, localizadas em áreas públicas ou particulares, com ou sem registro imobiliário. Imóveis destinados a atividades profissionais ou comerciais também serão beneficiados, de acordo com os novos critérios.
 
A regularização poderá ser aplicada ainda em imóveis situados na zona rural, desde que o núcleo informal tenha ocupação e destinação urbana, bem como em conjuntos habitacionais promovidos pelo poder público.
 
?O título traz a possibilidade de colocarmos milhões de ativos na economia, passíveis de serem utilizados no mercado e no acesso ao crédito. A partir do momento em que os moradores tiverem os documentos em mãos, cada unidade terá uma matrícula própria e o imóvel será valorizado?, explica o ministro das Cidades, Bruno Araújo.
 
Direito de laje
 
A novidade da MP é o direito de laje. ?Permitiremos que mais de uma unidade habitacional seja construída numa mesma área. Assim, se o proprietário ceder o terreno, cada morador de unidade terá uma escritura individual: quem mora no primeiro piso terá um documento, e quem mora no segundo, outro?, ressalta Bruno Araújo.
 
O texto deixa claro que o ?direito de laje? envolve o espaço aéreo ou o subsolo de terrenos públicos ou privados tomados em projeção vertical, com unidade imobiliária autônoma.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Estuprador que matou Kauã se apresentava às vítimas como professor

2
Aquidauana

Mulher tem celular furtado do bolso traseiro do short em Aquidauana

3
Aquidauana

Bandidos arrombam casa em reforma e furtam fios pela segunda vez

4
Aquidauana

Embriagado, interno do semiaberto desobedece e ameaça agentes penitenciários

Vídeos

PRF põe fim a sequestro, vítima estava em poder de menores

Equipe aquidauanense se prepara para o Rally dos Sertões

Sepultamento de Sophia Rondon

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,74m
Miranda
2,35m
Paraguai
4,62m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

A...

Raquel Anderson

Autômatos (in) finitos

Rosildo Barcellos

Heróis Brasileiros

Ver Mais Colunas
481710683